Ibovespa opera em queda e segue abaixo dos 100 mil pontos | Economia

O Ibovespa, principal índice da bolsa de valores de São Paulo, a B3, opera em queda nesta quarta-feira (22), em meio a receios sobre a atividade econômica global e ruídos políticos no Brasil.

Às 12h22, o indicador caía 0,09%, a 99.593 pontos. No pior momento, chegou a 98.050,02 pontos, em queda de 1,2%. Veja mais cotações.

No dia anterior, a Bolsa fechou em queda de 0,17%, a 99.684 pontos – menor pontuação desde 4 de novembro de 2020 (97.866 pontos). Com o resultado, passou a acumular queda de 10,48% no mês e de 4,90% no ano.

O que está mexendo com os mercados?

No exterior, o foco permanece na trajetória das taxas de juros para conter a inflação e nos temores de recessão global.

Os temores de uma recessão global têm avançado nos últimos dias, diante da continuidade do processo de aperto monetário nas principais economias do mundo. Segundo os economistas do Citi, os bancos centrais “enfrentam um desafio assustador” ao tentarem reduzir a inflação.

No Senado, o presidente do banco central norte-americano, Jerome Powell, afirmou que o Fed (Federal Reserve) está fortemente comprometido em reduzir a inflação com rapidez, e que altas adicionais de juros já estão precificadas.

As commodities tinham forte queda nesta quarta-feira. Os preços do petróleo operam em queda de mais de 4% e o do minério de ferro recuou para mínima de 16 semanas.

Por aqui, entre os ruídos políticos no radar dos investidores estão desde a falta de uma definição nas discussões sobre a política de preços da Petrobras à intenção de alterar as leis das estatais até novos subsídios para bens energéticos.

A Petrobras informou que o Comitê de Elegibilidade da companhia vai se reunir na sexta-feira (24) para analisar a indicação de Caio Paes de Andrade para a presidência da estatal.

Troca de comando na Petrobras pode ser definida esta semana

Troca de comando na Petrobras pode ser definida esta semana

Fonte:G1