Hong Kong libera importação de frango de frigorífico da Aurora em Xaxim, SC

0
19



As vendas tinham sido suspensas em 17 de agosto, após a cidade chinesa Shenzhen ter afirmado que detectou coronavírus em carne importada pelo Brasil. Testes comprovaram a ausência de riscos de contaminação. Frango
Jornal nacional
As autoridades sanitárias de Hong Kong, província autônoma da China, liberaram nesta sexta-feira (28) as importações de carne de frango do frigorífico da Aurora em Xaxim, Santa Catarina (SC).
As vendas tinham sido suspensas no dia 17 de agosto para a realização de testes que comprovaram a ausência de riscos de contaminação por Covid-19, na carne produzida pela unidade de SC.
A interrupção foi feita logo após a cidade chinesa Shenzhen ter afirmado que detectou o novo coronavírus em um controle de rotina de frango importado do Brasil. De acordo com o número de registro informado, o lote pertencia à planta de Xaxim.
Segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), a autorização de retomada dos embarques para Hong Kong foi feita pelo Centro para a Segurança dos Alimentos e pelo Departamento para Higiene de Alimentos e Meio Ambiente de Hong Kong, após esclarecimentos do Ministério da Agricultura do Brasil, com o apoio da cooperativa e da própria ABPA.
“A retomada dos embarques comprova a segurança dos produtos brasileiros. O conhecimento técnico-científico prevaleceu. Todos os questionamentos foram esclarecidos”, disse o presidente da ABPA, Ricardo Santin.
Suspensão para a China continua
Porém, as exportações do frigorífico da Aurora em Xaxim continuam suspensas temporariamente para a China. A cooperativa manterá a interrupção das vendas até que o caso seja esclarecido junto às autoridades chinesas.
A cooperativa esclarece que somente as vendas da unidade de SC estão suspensas. Os outros frigoríficos da Aurora estão exportando normalmente para a China.
Com a interrupção das vendas da Aurora, o Brasil tem agora 7 frigoríficos que estão com as exportações suspensas para a China, por conta de preocupações com a Covid-19.
São eles:
JBS, de Passo Fundo (RS) – carne de frango;
Minuano, de Lajeado (RS) – carne de frango;
BRF, de Dourados (MS) – carne de frango;
BRF, de Lajeado (RS) – carne suína;
JBS, de Três Passos (RS) – carne suína;
Marfrig, de Várzea Grande (MT) – carne bovina;
Aurora, de Xaxim (SC) – carne de frango.
Desde o início da pandemia, 8 frigoríficos ficaram com as exportações suspensas, mas uma unidade de carne bovina em Mato Grosso teve a autorização restabelecida.
Veja todos os vídeos do Globo Rural


Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui