Governo vai aperfeiçoar modelo de concessão do Santos Dumont – Notícias

0
15



O Ministério da Infraestrutura anunciou nesta quarta-feira (12) a criação de um grupo de trabalho com o governo do Rio de Janeiro para estudar o edital de concessão do Aeroporto Santos Dumont, após pedido do governador fluminense, Cláudio Castro (PL), para que as regras de privatização do terminal fossem alteradas.



Segundo a pasta, o grupo foi instituído “para aprimorar o modelo de concessão” do Santos Dumont. “O grupo de trabalho será formado por técnicos dos governos federal e estadual, além de representantes do consórcio contratado para elaboração dos estudos da sétima rodada [de concessões aeroportuárias], setor produtivo fluminense e demais autoridades locais”, informou o ministério.


De acordo com a pasta da Infraestrutura, o grupo atuará por 30 dias, a partir da próxima quarta-feira (19), período no qual será discutida e avaliada a proposta do governo federal para o Santos Dumont e eventuais ajustes sugeridos pelos integrantes.



O bloco de concessão do Santos Dumont também é formado pelos aeroportos de Uberlândia, Uberaba e Montes Claros, em Minas Gerais, e pelo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. Na tarde desta quarta-feira, Castro conversou com o presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre o assunto e demonstrou preocupação com a possibilidade de outro aeroporto do Rio, o Galeão, ser prejudicado caso a concessão do Santos Dumont seja aprovada nos moldes atuais.


O grupo de trabalho instituído pelo Ministério da Infraestrutura deve promover alterações no edital para assegurar um bom funcionamento tanto do Santos Dumont quanto do Galeão. “O objetivo comum é estabelecer acordo para uma solução técnica conjunta que garanta o equilíbrio do sistema multiaeroportos do estado, de modo que os aeroportos Santos Dumont e Galeão operem de forma coordenada, gerando emprego, fomentando o turismo e beneficiando diretamente o potencial econômico do Rio de Janeiro”, afirmou a pasta.


“O Ministério da Infraestrutura e o Governo do Estado do Rio de Janeiro ressaltam o compromisso mútuo na busca pelo melhor modelo para a concessão do Aeroporto Santos Dumont e a disposição em manter o diálogo aberto, tendo como objetivo comum a defesa pelos interesses do Rio de Janeiro”, acrescentou o ministério.


Segundo o governo federal, ao fim do período determinado, serão apresentadas de forma conjunta as propostas de ajustes técnicos e respectivas soluções referentes à sétima rodada de concessões aeroportuárias, que está em análise no TCU (Tribunal de Contas da União).



Fonte: R7