Google é alvo de 3º processo nos EUA por práticas anticompetitivas | Tecnologia

0
23


Do que o Google é acusado?

A nova acusação é mais ampla do que as ações anteriores, pois descreve “múltiplas abordagens” do Google para manter o seu monopólio, segundo um comunicado.

“Os estados alegam que o Google mantém ilegalmente seu poder de monopólio sobre os mecanismos de busca e os mercados publicitários relacionados por meio de uma série de contratos e de comportamentos anticompetitivos”, afirmou um comunicado do procurador-geral do Colorado, Phil Weiser, que lidera a ação.

As autoridades dizem que a empresa teria mantido sua posição no mercado de buscas on-line ao abusar de seu poder em outros mercados como o de assistentes de voz, carros conectados e publicidade digital.

A intenção dos procuradores-gerais é combinar o caso movido por esses 38 estados com o processo do Departamento de Justiça.

Além disso, nos últimos quatro anos, a União Europeia já condenou o Google três vezes por condutas anticompetitivas, forçando a empresas a pagar multas bilionárias.

Os 38 estados e territórios do processo

Fazem parte da nova ação os estados de Alasca, Arizona, Carolina do Norte, Colorado, Connecticut, Dakota do Norte, Dakota do Sul, Delaware, Havaí, Iowa, Idaho, Illinois, Kansas, Maine, Maryland, Massachusetts, Minnesota, Nova York, Nebraska, Nevada, New Hampshire, Nova Jersey, Novo México, Ohio, Oklahoma, Oregon, Pensilvânia, Rhode Island, Tennessee, Utah, Vermont, Virgínia, Washington, West Virginia, Wyoming, o Distrito de Columbia, além dos territórios de Guam e Porto Rico.

Esta reportagem está em atualização



Fonte: G1