Facebook diz que número de contas falsas removidas caiu 23% em 1 ano | Tecnologia

0
13


O número de contas falsas derrubadas pelo Facebook em todo o mundo caiu 23% no 1º trimestre de 2021 em relação ao mesmo período de 2020. A informação foi apresentada pela empresa nesta quarta-feira (19) em um relatório sobre a aplicação de seus Padrões de Comunidade.

Segundo o documento, o Facebook removeu 1,3 bilhão de contas falsas nos primeiros três meses de 2021. O resultado representa uma queda na comparação com o 1º trimestre de 2020, quando o total de perfis removidos somou 1,7 bilhão.

A empresa não explicou o que causou o recuo, mas informou que, apesar da queda, seus sistemas tiveram mais participação na identificação de contas falsas. Entre as contas removidas, 99,8% foram reconhecidas pela empresa antes de usuários denunciarem. No 1º trimestre de 2020, o índice era de 99,6% (leia mais ao fim da reportagem).

Mesmo com as ações para removê-las, o Facebook estimou que as contas falsas ainda representam cerca de 5% de sua base de usuários ativos mensalmente. Levando em consideração o total de 2,8 bilhões de usuários divulgado pela empresa em abril, o índice representa 142 milhões de perfis falsos.

Queda no discurso de ódio

O Facebook afirmou que segue reduzindo a prevalência do discurso de ódio, um cálculo que aponta quantas vezes ele foi visto pelos usuários. O relatório indica que, a cada 10 mil visualizações na rede social, de 5 a 6 tinham este tipo de conteúdo.

Esta é a segunda vez seguida que o índice apresenta queda desde o 3º trimestre de 2020, quando o levantamento começou a ser divulgado. Na ocasião, a plataforma registrava de 10 a 11 conteúdos com discurso de ódio a cada 10 mil visualizações. No 4º trimestre de 2020, o índice era de 7 a 8 a cada 10 mil visualizações.

A rede social afirmou que a redução aconteceu devido a uma ação mais intensa contra este tipo de conteúdo. A empresa removeu ou reduziu o alcance de 25,2 milhões de posts por discurso de ódio no 1º trimestre de 2021. O número marcou um crescimento de 165% sobre o mesmo período de 2020, quando a ação envolveu 9,5 milhões de posts.

Avanços em inteligência artificial

O Facebook informou que o aumento na chamada “detecção proativa”, ou seja, sem depender de denúncias de usuários, acontece por conta de melhorias em sua inteligência artificial. A empresa explica que agora consegue analisar um cenário mais amplo para cada conteúdo.

Até então, vários sistemas analisavam elementos específicos de uma publicação, como o texto e a foto. Agora, a rede social utiliza uma solução que analisa o conteúdo como um todo e consegue avaliar o contexto geral.

Nos casos de discurso de ódio, por exemplo, a inteligência artificial permitiu que a empresa identificasse mais posts por conta própria. No 4º trimestre de 2017, quando o levantamento começou a ser divulgado, a identificação proativa era de 23,6%. No 1º trimestre de 2021, ela ficou em 96,8%.

Veja como funciona a pulseira inteligente do Facebook

Veja como funciona a pulseira inteligente do Facebook

Veja como funciona a pulseira inteligente do Facebook



Fonte: G1