Fabricação caseira de geleia é importante fonte de renda para pequenos produtores | Nosso Campo

0
19


Uma vez por semana a rotina de Leslye de Albuquerque Lima começa logo cedo, quando ela pega as bacias e vai para o quintal, olhando com atenção para procurar por frutas maduras no pé.

Quando encontra, Leslye enche a bacia. Mas essas frutas tiradas do pé não são para consumir frescas. São para fazer geleia, um doce que é saboreado por muita gente.

Ela faz de amora, de morango e de manga com maracujá. Tudo que nasce nos pés das árvores vira doce através das mãos da microempresária.

Cada potinho é vendido por R$ 12. As vendas são feitas para pousadas da região e na barraca que ela montou em frente à chácara, às margens de uma rodovia. Funciona no sistema pegue e pague.

(Vídeo: veja a reportagem exibida no programa em 27/12/2020)

Fabricação caseira de geleia é importante fonte de renda para pequenos produtores

Fabricação caseira de geleia é importante fonte de renda para pequenos produtores

Quando chega essa época do ano, os morangos não param de nascer na estufa de Alice Enokizono, que fica no munícipio de Piedade (SP). Antes, o único destino da fruta era a venda in natura para mercados da região, mas, há alguns anos, Alice percebeu que poderia diminuir o descarte e aumentar a renda da família.

Por semana, ela faz cerca de 20 vidros de geleia, que são vendidos na feira do produtor realizada na cidade e também para clientes de um condomínio.

Alice explica que a fabricação é bem simples e caseira. Utiliza apenas açúcar, fruta e água. Vai apurando bem até chegar no ponto da geleia.

No sítio da família Takagi, a geleia também tem sido importante para a renda. O produtor rural Yuichiro conta que sempre viu na fruticultura uma boa opção de fonte de renda, mas, nos últimos anos, eles tiveram queda nas vendas e precisaram se reinventar. Começaram a apostar nas frutas processadas. E porque não fazer as geleias com as frutas que tinham no pomar?

Desde 2013, a família formalizou o negócio e ampliou o leque de produtos. Hoje eles trabalham com vários tipos de frutas secas e geleias. Metade da renda atual da família vem da fruta processada.

Os principais compradores dos doces feitos por eles são os mercados da cidade. Os maquinários que compraram são para a fabricação das frutas secas, pois para a produção das geleias é necessário somente panela, colher, dedicação e paciência. Por ano, saem cerca de 2,5 mil potes de geleias produzidas pela família Takagi.



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui