Exportações do Japão têm maior queda desde 2009 com recuo da demanda global por pandemia

20



Banco Central fará reunião de emergência para elaborar um esquema que incentive as instituições financeiras a emprestar a empresas menores e com dificuldades. As exportações do Japão registraram a maior queda desde a crise financeira global de 2009 em abril depois que a pandemia de coronavírus afetou a demanda mundial por carros, materiais industriais e outros produtos, provavelmente levando a terceira maior economia do mundo à recessão.
Os números fracos do comércio surgem no momento em que as autoridades japonesas buscam equilibrar as medidas de contenção do vírus contra a necessidade de reabrir partes prejudicadas da economia, com o risco de uma segunda onda de infecções apenas complicando esse desafio.
Banco Central do Japão
Issei Kato/File Photo/Reuters
O banco central realizará uma reunião de emergência na sexta-feira para elaborar um esquema que incentive as instituições financeiras a emprestar a empresas menores e com dificuldades. As autoridades também estão considerando injeções de dinheiro para empresas de todos os tamanhos.
Os dados do Ministério das Finanças desta quinta-feira (21) mostraram que as exportações do Japão caíram 21,9% em abril em relação ao ano anterior, com os embarques para os EUA recuando 37,8%, o declínio mais rápido desde 2009, com as exportações de automóveis cedendo 65,8%.
Japão entra em recessão técnica


Fonte: G1