EUA propõem taxação mundial mínima de 15% para multinacionais | Economia

0
11


O governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, propôs a seus parceiros da OCDE uma taxa de “pelo menos” 15% sobre a receita corporativa das multinacionais em todo o mundo, disse o Departamento do Tesouro americano em um comunicado nesta quinta-feira (20).

O número é inferior aos 21% que a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) esperava alcançar. A nota destaca que 15% é “um piso” e que as negociações continuarão, visando ser “ambiciosas” e “aumentar essa taxa”.

Governo do presidente Joe Biden quer taxação mundial de 15% para multinacionais — Foto: Melina Mara/The Washington Post via AP, Pool

Washington promoveu negociações na OCDE para a implementação de impostos sobre lucros de multinacionais que sejam uniformizados entre diferentes países.

A OCDE espera um acordo global de princípio para o G20 sobre Finanças, em 9 e 10 de julho, para depois concretizar o mecanismo em uma reunião final em outubro.

A título de referência, a Irlanda tem uma taxa de 12,5%, enquanto a França, a Alemanha e o Parlamento Europeu são a favor de 21%.

O objetivo desses países é aumentar a contribuição dos gigantes da tecnologia para os cofres públicos. Eles apontam que essas companhias escapam ao pagamento de impostos devido às diferenças tributárias entre os países.

Vídeos: Últimas notícias de economia



Fonte: G1