Estados Unidos irão retirar Xiaomi de lista que proibia investimentos | Tecnologia

0
8


O recuo aconteceu após a companhia entrar com uma ação na Justiça dos EUA. Em março, um juiz concedeu uma liminar contra a ordem de Trump, dizendo que a empresa “sofreria danos irreparáveis sob a forma de graves danos econômicos de reputação e irrecuperáveis”.

Na última terça-feira (11), o Departamento de Defesa dos EUA concordou que uma “ordem final de remoção” da designação da Xiaomi como companhia militar “seria apropriada”, de acordo com documentos judiciais.

A empresa e órgão dos EUA irão “negociar sobre os termos específicos da ordem” e fornecerão ao tribunal uma “proposta de ordem conjunta” até 20 de maio.



Fonte: G1