Em NY, Dow Jones e S&P 500 atingem novas máximas com otimismo por vacina | Economia

0
18


O anúncio de que a vacina da Moderna registrou eficácia de 94,5% em seus testes de fase 3 desencadeou uma nova onda de otimismo nos agentes financeiros globais, que reforçaram as apostas em ativos ligados ao crescimento da economia, de olho em um mundo pós-covid. Com isso, o Dow Jones e o S&P 500 anotaram novas máximas históricas de fechamento.

Farmacêutica Moderna afirma que sua vacina é 94,5% eficaz contra Covid-19

Farmacêutica Moderna afirma que sua vacina é 94,5% eficaz contra Covid-19

Na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse), o Dow Jones encerrou o dia aos 29.950,44 pontos, anotando ganhos de 1,60%. O S&P 500 subiu 1,16%, a 3.626,91 pontos, e índice eletrônico Nasdaq fechou em alta de 0,80%, a 11.924,13 pontos.

A Moderna anunciou que sua vacina experimental contra a covid-19 foi 94,5% eficaz na proteção das pessoas, em uma análise inicial dos resultados de seu estudo. A empresa disse que planeja enviar uma Autorização de Uso de Emergência para a Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos nas próximas semanas.

Na semana passada, a Pfizer e sua parceira BioNTech disseram que sua vacina também se mostrou melhor do que o esperado para proteger as pessoas do novo coronavírus. A expectativa de que o mundo volte a uma normalidade pré-pandêmica em 2021 tem trazido uma nova rodada de otimismo aos investidores globais.

A notícia ajudou a impulsionar as ações dos setores mais ligados ao ciclo de crescimento, com as ações industriais subindo 2,48% e as do setor financeiro avançando 2,28% no S&P 500. O otimismo também impulsionou os preços do petróleo na sessão, ajudando as ações de energia a fechar em alta de 6,50%, na ponta positiva do S&P 500.

“Notícias positivas relacionadas ao desenvolvimento de vacinas dão aos investidores mais certeza de que a pandemia chegará ao fim já no próximo ano”, disse Hussein Sayed, estrategista-chefe de mercado da FXTM, em nota.

Entre os maiores ganhos da sessão de hoje estiveram as ações de empresas economicamente sensíveis, que vinham registrando um desempenho negativo com o cenário de distanciamento social. A United Airlines teve alta de 5,16% e a Exxon Mobil subiu 5,76%. As ações da farmacêutica Moderna, por sua vez, subiram 9,58%.

“O ano de 2020 nunca será esquecido, mas, de alguma forma, os mercados de ações o apagaram completamente de sua memória”, disse Seema Shah, estrategista-chefe da Principal Global Investors, à Dow Jones Newswires. “Eles conseguiram atingir recordes, apesar de tudo o que aconteceu”, afirmou.

Apesar do otimismo, analistas ainda apontam que os próximos meses devem ser de volatilidade elevada, especialmente com o avanço no número de casos de covid-19 nos Estados Unidos.

Depois de ter atingido um recorde de 177 mil novos casos na última sexta-feira (13), o número recuou um pouco no fim de semana, mas segue bem acima dos 100 mil. No domingo (15), o país contabilizou 135.187 novos casos e pelo menos 623 pessoas morreram, de acordo com um rastreador do “New York Times”. Na semana passada, os EUA registraram uma média de 150.265 casos por dia, um aumento de 81% em relação à média de duas semanas atrás.

“A analogia que tenho usado desde o anúncio da Pfizer é que a vacina representa uma luz no fim do túnel. No entanto, dado o ressurgimento galopante de contaminações pelo vírus, hospitalizações e mortes, ainda permanecemos nas profundezas escuras do túnel”, afirmou a estrategista-chefe de investimentos da Charles Schwab, Liz Ann Sonders.

Vídeos: Últimas notícias de economia



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui