Dólar oscila atingir menor valor desde julho | Economia

0
18


O dólar opera sem direção definida nesta terça-feira (8), após atingir na véspera o menor valor em quase cinco meses, com os investidores internacionais monitorando as tensões sino-americanas e os esforços de última hora nas negociações de um acordo comercial do Brexit, enquanto, no Brasil, o IPCA de novembro e a reunião do Copom dominavam o radar.

Às 9h22, a moeda norte-americana caía 0,20%, cotada a R$ 5,1082. Veja mais cotações.

Na segunda-feira, o dólar fechou em queda de 0,10%, a R$ 5,1184, na menor cotação desde 22 de julho. No acumulado do mês, passou a registrar recuo de 4,27%. No ano, contudo, ainda tem alta de 27,65%.

No exterior, os investidores seguem na expectativa de um acordo comercial do Brexit com a União Europeia e da aprovação de um novo pacote de estímulo nos Estados Unidos.

Por aqui, o IBGE divulgou mais cedo a inflação oficial do país em novembro: pressionado pela alta nos preços dos alimentos e combustíveis, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerado a inflação oficial do país, avançou 0,89%, acima da taxa de 0,86% de outubro,

Os analistas do mercado financeiro subiram a estimativa de inflação para 2020 para 4,21%, que passou a ficar acima da meta central do governo (4%). A projeção para o tombo do PIB (Produto Interno Bruto) no ano foi reduzida de 4,50% para 4,40%, de acordo com a última pesquisa Focus do Banco Central. Já a estimativa para a taxa de câmbio no fim de 2020 recuou de R$ 5,38 para R$ 5,22.

No foco dos investidores segue também as incertezas sobre a aprovação de medidas e reformas estruturais para garantir a saúde fiscal do país e o controle da dívida pública.

Assista às últimas notícias de economia

Variação do dólar em 2020 — Foto: G1



Fonte: G1