Dólar opera em alta, perto de R$ 5,30 | Economia

0
33


O dólar opera em alta nesta quinta-feira (8), em meio ao clima político local mais arisco e após o Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano) acalmar temores sobre redução de liquidez por lá no curto prazo.

Às 9h10, a moeda norte-americana subia 0,92%, vendida a R$ 5,2874. Veja mais cotações. Na máxima da sessão, chegou a R$ 5,2945.

No dia anterior, a moeda norte-americana subiu 0,59%, a R$ 5,2393. Com o resultado, o dólar passou a acumular alta de 1% frente ao real. No mês, já subiu 5,36%.

O Federal Reserve (BC dos EUA) divulgou na véspera a ata de sua última reunião de política monetária, na qual evitou sinalizar mais claramente quando poderá começar a debater corte de estímulos adotados durante o começo da pandemia – e que ajudaram a sustentar os mercados desde então.

“Foi um (Fed) cautelosamente ‘dovish’ (favorável a uma política monetária mais frouxa)”, disse Leon Abdalla, analista de investimentos da Rio Bravo. “No fim, as avaliações do Fed ainda indicam bastante liquidez no mercado”, acrescentou.

“Achamos que o real está longe do patamar que vemos como ideal”, disse Tulio Portella, diretor comercial da B&T Corretora de Câmbio, que vê taxa de R$ 4,50 por dólar ao fim do ano.

Segundo Portella, o rali do dólar nas últimas semanas teve componente mais forte da escalada de tensões políticas. “Houve uma certa perda de credibilidade do governo com o mercado, e com isso as reformas ficam mais facilmente contestáveis”, afirmou, lembrando ainda a má reação de agentes financeiros ao texto da segunda etapa da reforma tributária –que previu, entre outros pontos, tributação de 20% sobre lucros e dividendos..

Abdalla, da Rio Bravo, também citou uma fragilização do governo e seus impactos sobre o dólar, mas ainda vê a moeda em patamar mais baixo, de R$ 5,10, ao fim do ano, quando a economia deverá operar com maior capacidade.

Élcio Franco disse que Bolsonaro teria sido "informado das vacinas"
Élcio Franco disse que Bolsonaro teria sido "informado das vacinas"

Élcio Franco disse que Bolsonaro teria sido “informado das vacinas”

Variação do dólar em 2021 — Foto: Economia G1



Fonte: G1