Dólar mantém alta e volta a ser negociado acima de R$ 5,10 | Economia

0
36


O dólar opera em alta nesta terça-feira (5), após registrar ganhos acentuados na véspera, enquanto os operadores aguardavam a divulgação da ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve e monitoravam o clima político de maior tensão em Brasília.

Às 9h24, a moeda norte-americana subia 0,41%, cotada a R$ 5,1075. Na máxima até o momento, chegou a R$ 5,1145. Veja mais cotações.

Na segunda-feira, o dólar fechou em alta de 0,65%, a R$ 5,0866. No mês, tem alta de 2,29%. No ano, a queda ainda é de 1,94% frente ao real.

No exterior, os preços do petróleo dispararam nesta terça-feira (6) pelas divergências entre os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus parceiros, o que pode limitar a produção nos próximos meses. Nos EUA, o preço do barril passou de US$ 76,90 pela primeira vez desde novembro de 2014.

Por aqui, o Banco Central informa, às 15h, o Relatório de Poupança referente a junho.

Na agenda da semana, estarão os dados de vendas no varejo de maio e inflação do IPCA de junho. Além disso, a semana inclui a divulgação da ata da última reunião do Fed (Federal Reserve, o BC dos EUA), nesta quarta-feira (7).

Permanece no radar dos investidores a tramitação da reforma tributária e os desdobramentos dos trabalhos da CPI da Covid no Senado. Nesta terça-feira, a CPI ouvirá Regina Célia Silva Oliveira, servidora do Ministério da Saúde apontada como responsável por autorizar o contrato para aquisição da Covaxin, vacina 19 produzida por um laboratório na Índia.

Élcio Franco disse que Bolsonaro teria sido "informado das vacinas"
Élcio Franco disse que Bolsonaro teria sido "informado das vacinas"

Élcio Franco disse que Bolsonaro teria sido “informado das vacinas”

Variação do dólar em 2021 — Foto: Economia G1



Fonte: G1