Dólar abre a semana em queda | Economia

0
9


O dólar opera em queda nesta segunda-feira (26), negociado ao redor de R$ 5,45, em semana marcada pela expectativa em torno da instalação da CPI da Covid-19 e por nova reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA).

Às 9h20, a moeda norte-americana caía 0,86%, vendida a R$ 5,4511. Veja mais cotações.

Na sexta-feira, o dólar fechou em alta de 0,78%, a R$ 5,4982, mas teve recuo de 1,54% na semana. No mês, a queda acumulada é de 2,30%. No ano, o avanço é de 6%.

Governo pede que ministérios preparem defesa para CPI da Covid

Governo pede que ministérios preparem defesa para CPI da Covid

No exterior, os futuros do aço na China fecharam em máxima recorde nesta segunda-feira, sustentados por uma robusta demanda e preocupações com restrições à produção, enquanto os preços de referência do minério de ferro também tocaram níveis recorde devido a temores sobre escassez de oferta. Já os preços do petróleo recuavam por temores de que o avanço dos casos de Covid-19 na Índia vá prejudicar a demanda por combustíveis no país, terceiro maior importador global de petróleo.

Na cena política local, as atenções seguem voltadas para a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. A Casa Civil da Presidência da República elaborou uma lista com 23 acusações e críticas ao desempenho do governo federal no combate à pandemia e que devem ser alvos de investigação e questionamento de senadores na CPI.

Na agenda econômica, os economistas do mercado financeiro elevaram a estimativa de inflação para 2021 pela primeira vez acima de 5%, segundo pesquisa Focus divulgada nesta segunda pelo Banco Central. A expectativa para o IPCA deste ano subiu de 4,92% para 5,01%.

Para o Produto Interno Bruto de 2021, a projeção de crescimento passou de 3,04% para 3,09%. O mercado financeiro também subiu de 5,25% para 5,50% ao ano sua previsão para taxa básica de juros, a Selic, no fim de 2021. Já a projeção para a taxa de câmbio no fim do ano permaneceu em R$ 5,40 por dólar.



Fonte: G1