Documentos que podem aumentar sua aposentadoria no INSS: Saiba quais são

0
27


Documentos que podem aumentar sua aposentadoria no INSS: Saiba quais são O trabalhador poderá anexá-los no pedido de aposentadoria ou revisão de valores do benefício.

O trabalhador que precisa provar o valor de seu salário ao INSS tanto no pedido de aposentadoria, quanto no pedido de revisão em busca de um benefício maior, pode buscar alguns documentos que comprovem valores maiores do que os já cadastrados no Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais).

Muitas vezes, o Cnis do trabalhador pode conter informações desatualizadas, como salários ou contribuições menores do que realmente o beneficiário realizou. Por conta disso, o valor da aposentadoria pode até mesmo ser reduzido, causando prejuízo financeiro para o trabalhador.

Se a aposentadoria foi contabilizada com salários menores ou se chegou o momento de pedir a aposentadoria, ao perceber que seus dados estão desatualizados, o segurado pode contar com alguns documentos para atualizar essas informações e, com isso, aumentar o valor do benefício.

Procurar fichas financeiras das empresas onde trabalhou, os contratos de empregos temporários e os holerites recebidos durante toda a vida auxiliam a comprovar os salários que os empregadores efetivamente pagaram.

No site do Ministério do Trabalho é possível solicitar o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e a Rais (Relação Anual de Informações Sociais). Esses documentos também validam vínculos empregatícios e os valores recebidos.

“Busque sempre manter a atualização de sua carteira de trabalho. É possível que algumas mudanças de salários não tenham sido anotadas, o que prejudica sua aposentadoria”, afirma o advogado Rômulo Saraiva, que lembra que o extrato do FGTS também é um documento importante para ser anexado nesses casos.

ERRO NO BENEFÍCIO | CONFIRME SEUS SALÁRIOS

  • O trabalhador pode evitar que a aposentadoria seja concedida com erro porque um ou mais empregadores deixaram de informar os valores corretos das contribuições ao INSS
  • Quem já está aposentado também pode tentar, por meio de um pedido de revisão para o INSS ou à Justiça, corrigir informações sobre as contribuições registradas pelo governo
  • Para comprovar que há falhas nos valores registrados no cadastro da Previdência, porém, o interessado precisará reunir documentos que comprovem os seus verdadeiros salários

Documentos

A lista abaixo apresenta uma seleção de documentos indicados por especialistas para a correção dos valores das contribuições previdenciárias

1 – Ficha financeira da empresa

As fichas são documentos contábeis da empresa que compravam os valores gastos com a remuneração de seus empregados. Ela deve estar assinada pelo empregador.

Onde encontrar: nas empresas onde você trabalhou

2 – Atualização de salários na carteira profissional

  • É importante que todos os dados de seu salário estejam atualizados em sua carteira de trabalho
  • Por isso, toda mudança de valores deve estar anotada no documento e assinada pelo empregador

Onde encontrar: em sua carteira profissional ou no aplicativo Carteira de Trabalho Digital

3 – Holerite

  • O holerite (ou contracheque) é um documento que detalha ao trabalhador tudo o que está sendo pago ou descontado Isso inclui impostos, contribuições previdenciárias e sindicais, abonos e gratificações
  • O holerite deve ser fornecido pelo empregador a todos os seus funcionários

Onde encontrar: nas empresas onde você trabalhou ou em seus documentos pessoais, sempre guarde os holerites que receber

4 – Contrato de trabalho temporário

  • Na modalidade de contrato temporário, sua carteira de trabalho não é assinada
  • Por isso, para comprovar o quanto recebeu nessa atividade, o trabalhador pode apresentar o contrato assinado pelo empregador que detalha as informações do trabalhado temporária
  • Sempre guarde os contratos temporários!

5 – Extrato do FGTS

  • Todo trabalhador registrado no regime CLT tem direito ao FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço)
  • Ele é um fundo que fica na Caixa Econômica Federal onde o empregador deposita uma porcentagem do salário bruto mensalmente para cada trabalhador, que fica resguardado em caso de demissão sem justa causa

Onde encontrar: as agências da Caixa ou no aplicativo FGTS

6 – Rais

A Rais (Relação Anual de Informações Sociais) é um documento para comprovação de tempo de serviço para aposentadoria, para concessão do pagamento do abono salarial e cálculo de FGTS

Onde encontrar: no site do Ministério do Trabalho: https://www.gov.br/pt-br/servicos/solicitar-vinculos-empregaticios-da-rais

7 – Caged

O Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) é uma fonte para comprovação de tempo de serviço para aposentadoria e outras finalidades

Onde encontrar: no site do Ministério do Trabalho: https://www.gov.br/pt-br/servicos/solicitar-vinculos-empregaticios-do-caged

O que fazer

Os valores dos salários registrados na documentação devem ser comparado com o Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais)

O extrato do Cnis pode ser consultado por meio do aplicativo Meu INSS ou pelo site gov.br/meuinss

Quem preferir pode pedir o documento pelo telefone 135 e agendar a retirada em uma agência da Previdência Social Para aposentados também é possível consultar o Processo Administrativo, também disponível pelo Meu INSS ou a ser solicitado pelo 135

Pedido de aposentadoria

Depois que tiver os documentos que comprovem os valores de seus salários, você pode anexá-los em seu pedido de aposentadoria no aplicativo Meu INSS

Revisão

No caso do aposentado que busca aumentar o valor do benefício, em posse dos documentos, a revisão pode ser solicitada pelo aplicativo Meu INSS

Fontes: INSS e advogados Rômulo Saraiva e Adriane Bramante – Fonte: Agora










Fonte: R7