Desemprego na zona do euro recua para 7,3% em outubro | Economia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


A taxa de desemprego da zona do euro voltou a cair em outubro, para 7,3%, segundo dados divulgados nesta quinta-feira (2) pela Eurostat, a agência oficial de estatísticas do bloco. Em setembro, havia ficado em 7,4%.

A agência estima que 12 milhões de pessoas estejam desempregadas no bloco. Considerando toda a União Europeia, a estimativa é de 14,3 milhões.

Taxa de desemprego na zona do euro — Foto: Economia g1

Os preços ao produtor na zona do euro saltaram mais do que o esperado em outubro, mostraram dados nesta quinta-feira, devido principalmente ao aumento nos preços de energia, enquanto o desemprego diminuiu conforme a economia continua a se recuperar da pandemia.

A agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat, informou que os preços nos portões das fábricas dos 19 países que usam o euro subiram 5,4% em outubro sobre o mês anterior e 21,9% em relação ao mesmo mês de 2020.

Economistas consultados pela Reuters esperavam alta mensal de 3,5% e anual de 19,0%. Os preços de energia exerceram o maior peso, saltando 16,8% na base mensal e 62,5% na comparação anual.

Os preços ao produtor se traduzem em preços mais altos para os consumidores. Em novembro, a inflação ao consumidor atingiu 4,9%, maior nível em 25 anos desde que os dados começaram a ser compilados.



Fonte: G1