Criação de vagas no setor privado dos EUA supera previsão em maio | Economia

0
10


A criação de vagas de trabalho no setor privado dos Estados Unidos aumentou em maio, estimulada pela forte demanda em meio a uma economia que reabre rapidamente, embora a escassez de trabalhadores e de matérias-primas continue a pairar sobre a recuperação do mercado de trabalho.

Foram criados 978.000 empregos no mês passado, mostrou nesta quinta-feira (3) o Relatório Nacional de Emprego da ADP, o maior acréscimo desde junho do ano passado. Os dados de abril foram revisados para baixo para mostrar geração de 654.000 empregos, em vez dos 742.000 inicialmente relatados.

Economistas consultados pela Reuters previam criação de 650.000 postos de trabalho.

Pedidos de auxílio-desemprego caem

O número de norte-americanos entrando com novos pedidos de auxílio-desemprego caiu para menos de 400 mil na semana passada pela primeira vez desde que a pandemia Covid-19 começou, há mais de um ano, apontando para um fortalecimento do mercado de trabalho nos Estados Unidos.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego totalizaram 385 mil em dado ajustado sazonalmente na semana encerrada em 29 de maio, contra 405 mil na semana anterior, informou o Departamento do Trabalho nesta quinta-feira.

Esse valor é o mais baixo desde meados de março de 2020, quando foram adotadas medidas como o fechamento obrigatório de negócios não essenciais para desacelerar a primeira onda de infecções por coronavírus.

Economistas ouvidos pela Reuters previam 390 mil pedidos para a última semana.

Os registros caíram de um recorde de 6,149 milhões no início de abril de 2020, mas permanecem bem acima da faixa de 200 mil a 250 mil que é vista como consistente com condições saudáveis do mercado de trabalho.



Fonte: G1