CPI vê conexão entre denúncias sobre compra de vacinas e desvios nos hospitais no Rio | Blog Ana Flor

0
15


O presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), informou ao blog nesta sexta-feira (16) que solicitou o reforço técnico da comissão com mais um delegado da Polícia Federal, que será designado para acompanhar o tema.

Documentos que chegaram à CPI indicam que um dos intermediários da tentativa de venda de 400 milhões de doses fantasmas da AstraZeneca ao governo federal, o coronel da Aeronáutica Glaucio Octaviano Guerra, hoje na reserva, tinha empresas que atuavam em contratos com hospitais federais no Rio.

CPI da Covid: representante da Davati diz que foi alertado sobre comissionamento
CPI da Covid: representante da Davati diz que foi alertado sobre comissionamento

CPI da Covid: representante da Davati diz que foi alertado sobre comissionamento

Em depoimento nesta quinta à CPI, o representante da Davati Medical Supply Cristiano Carvalho citou o coronel Guerra como alguém que atuava como porta-voz da Davati junto a pessoas que tinham acesso ao governo. Guerra também foi citado pelo cabo da PM Luiz Dominghetti.

Além de denúncias feitas pelo ex-governador do Rio Wilson Witzel, os senadores receberam documentos que levam à necessidade de mais investigações.

VÍDEOS: veja mais notícias sobre a CPI da Covid



Fonte: G1