Copa do Mundo é a esperança da virada para vendas no varejo