Construtora Pacaembu confirma adiamento de IPO | Economia

0
74


A Construtora Pacaembu confirmou o adiamento da sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). A precificação, que estava prevista para quinta-feira (1º), agora deve ocorrer no dia 29.

A faixa indicativa de preço não foi alterada. Ela vai de R$ 8,10 a R$ 10,10. Considerando o meio da faixa, de R$ 9,10, a companhia levanta R$ 597,848 milhões na oferta base. A oferta será 44,2% primária — quando os recursos vão para o caixa da empresa — e 55,8% secundária — quando um acionista atual vende parte de sua fatia.

A companhia será negociada no Novo Mercado da B3 sob o ticker ‘PCBU3’.

Os principais acionistas vendedores são Eduardo Robson Raineri de Almeida, que tem uma fatia de 40,50% e pode reduzir para até 18,33%, se for exercido o lote suplementar; Wilson de Almeida Junior, que tem 36,00% e pode cair para até 14,66%; Victor Bassan de Almeida, que tem 9,00% e pode ir a 7,34%; e Fernando Bassan de Almeida, que tem 4,50% e pode ir a 3,67%.

A Pacaembu Construtora nasceu há 29 anos e foca no desenvolvimento e construção de empreendimentos residenciais de padrão econômico, dirigido ao público consumidor com baixa renda, tendo atualmente aproximadamente 7,9 mil unidades em construção.

Teve receita líquida de R$ 252,593 milhões no primeiro semestre deste ano, com queda anual de 16,9%. O lucro foi de R$ 26,064 milhões, com baixa de 72,6%.

A operação é liderada por Credit Suisse, ABC Brasil e Caixa.



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui