Conheça de perto cada tipo de instituição financeira | Inteligência Financeira

0
9


Você se preparou, aprendeu sobre os tipos de ativos, descobriu seu perfil investidor, estabeleceu suas metas de curto, médio e longo prazo e já separou parte dos seus rendimentos para investir. Sensacional, você está no caminho certo. Qual é o próximo passo? Depende. Se você já escolheu o tipo de instituição financeira para chamar de sua, é só começar a investir. Agora, se não sabe exatamente qual escolher e fica em dúvida entre os chamados bancões, corretoras, bancos de investimentos ou se vai contratar os serviços de um agente autônomo de investimentos, essa matéria foi feita para você. Sim, vamos te contar a diferença sobre as principais instituições para que você escolha a que funciona melhor para você.

Bancos múltiplos ou bancões

Os bancos múltiplos são aqueles que, além de oferecer conta corrente e todos os serviços que você, como bom pagador de boletos, conhece, ainda oferecem produtos de investimentos. No passado recente, essas instituições tinham algumas limitações importantes, em especial no que diz respeito à prateleira de investimentos, que era restrita aos produtos que cada banco oferecia. Ainda assim, eles dominavam o mercado com pouca concorrência. Isso mudou por volta de 2019, quando essas instituições passaram a se incomodar com as fintechs de investimentos, que começaram a beliscar pequenas fatias de mercado. E é fácil entender o porquê. Se para os bancos, oferecer investimentos era apenas uma das muitas atribuições dos gerentes, todos os olhares das fintechs estavam voltados para o mundo dos investimentos. Além disso, eram digitais, mais baratas e prometiam assessoria personalizada. Uma curiosidade: foi por conta dessas instituições menores que foi criado o apelido “bancão” para os gigantes do mercado financeiro.

O fato é que esse sinal foi entendido muito bem pelas quatro instituições, que não subestimaram a concorrência e trataram de acelerar a sua digitalização, treinar gerentes sobre investimentos, abrir suas plataformas, oferecendo todas as opções existentes no mercado, e trazer para dentro de casa assessoria de investimentos especializada. Mas como ter certeza de que o gerente ou assessor não vai “empurrar” seus produtos para bater metas? A estratégia adotada por alguns bancos para impedir que isso ocorra é oferecer uma remuneração fixa, independentemente do produto contratado. Se no seu banco é assim, as chances de que isso ocorra são pequenas.

Essas instituições privadas são focadas exclusivamente no atendimento às empresas. Segundo o Banco Central (BC), a atuação delas é especializada em operações de participação societária de caráter temporário, de financiamento da atividade produtiva para suprimento de capital fixo e de giro, e de administração de recursos de terceiros. Complicou? A gente explica: a função principal de um banco de investimento é captar dinheiro para emprestá-lo. Como ele faz isso? Comercializando, custodiando, gerindo os investimentos e usando esses recursos para fazer empréstimos. Por isso, você não vai ouvir alguém dizendo que abriu uma conta corrente no seu banco de investimento. Mas pode ouvir que a empresa x contratou dele um empréstimo ou realizou operações mais sofisticadas. Quais são os principais produtos e serviços oferecidos por um banco de investimento? Assessoria financeira, Certificados de Depósitos Bancários (CDBs), operações societárias, operação de Oferta Pública de Ações (IPO), administração de recursos e de fundos de investimentos, aporte ou compra de títulos mobiliários e financiamento de capital fixo e de giro.

Se você pensava que banco de investimento e corretora de valores eram gêmeos, é fundamental saber que existem várias diferenças entre eles. A corretora de valores basicamente funciona como intermediária entre você e os produtos de investimento disponíveis no mercado. Isso acontece porque, no Brasil, esses produtos não podem ser contratados de forma independente, como comprar ações direto da Bolsa de Valores. As corretoras muitas vezes têm um time de economistas que analisam o mercado financeiro para capturar tendências que ajudam a indicar os melhores investimentos no curto prazo. E como a cada dia a concorrência entre elas só aumenta, você tem um universo vasto para explorar e encontrar a que te ofereça a melhor relação custo x benefício. Além disso, com as corretoras, assim como ocorre em outras instituições financeiras como os bancos múltiplos, você tem o benefício da portabilidade. Se arrependeu do parceiro escolhido? Não gostou do atendimento, achou as taxas de corretagem caras? Peça a portabilidade e passe para próxima! Ela vai te receber de braços abertos!

Mais uma personagem fundamental no universo financeiro. As gestoras são as empresas que detém os profissionais responsáveis por escolher e administrar fundos de investimentos. A missão deles é garantir que o patrimônio de cada cliente aumente com a melhor rentabilidade. Para isso, eles precisam de formação, certificações, autorizações para atuar nessa função e muito aprendizado. Esse profissional, geralmente economista, administrador ou engenheiro, estuda o momento do mercado, conversa com empresários, administradores de empresas listadas na Bolsa de Valores e decide a hora certa de comprar ou vender ativos. Basicamente, é o profissional que pega os investidores pela mão e mostra o caminho das pedras. Por isso, quanto mais solidez e credibilidade a gestora de investimentos tiver, mais chances de encontrar o pote de ouro no final da jornada você tem. Mas nunca se esqueça da máxima: no mundo dos investimentos, nada é garantido. Por isso, vale sempre controlar suas expectativas.

Agente autônomo de investimentos

Esse é o profissional que atua no mercado financeiro em nome de seus clientes. Ele pode trabalhar sozinho ou com outros profissionais e montar um escritório. Ainda assim, cada um é responsável pela própria carteira de clientes. Eles podem ser credenciados por corretoras de valores e gestoras de investimentos, ou trabalhar com todos os produtos do mercado, de forma independente. A vantagem desse profissional é que ele trabalha individualmente com seus clientes e oferece um atendimento personalizado. Ele pode atuar como conselheiro, analisar sua carteira de investimentos ou da sua empresa e indicar a melhor estratégia, sempre de acordo com a necessidade do momento. Como esses profissionais são remunerados de forma variável e têm altos ganhos com ações, é fundamental estabelecer uma relação de confiança para que não haja dúvidas sobre a motivação dele na hora de indicar produtos. Se ele receber comissão pelos produtos que indica (por exemplo, o fundo de investimento da gestora X), pode ser que não aja sempre de acordo com o melhor interesse do seu cliente. Peça esclarecimentos e transparência sobre isso e fique atento aos sinais!

Pronto, agora listamos as principais instituições financeiras e demos dicas para você escolher a que dá match com você. Conheça mais profundamente cada opção e se informe sobre todas elas na plataforma www.inteligenciafinanceira.com.br, o caminho mais curto para o conhecimento!



Fonte: G1