Confiança do comércio cai pelo 2º mês seguido, aponta CNC | Economia

0
12


A confiança do empresário do comércio caiu 1,5% em fevereiro, na segunda queda consecutiva, segundo a Confederação Nacional do Comércio (CNC). Com o recuo, o indicador de confiança ficou em 104,5 pontos.

Na comparação com fevereiro de 2020, a queda foi de 18,5%. Para a entidade, o segundo recuo consecutivo do Icec no ano revela preocupação dos comerciantes com a economia, em meio à pandemia de covid-19.

Na passagem de janeiro para fevereiro, houve queda em condições atuais (-3,1%); expectativas (-1,6%); e intenção de investimentos (-0,2%). Ante fevereiro de 2020, os recuos nesses tópicos foram mais intensos, de 29,2%, 13,8%, e 14,4%, respectivamente.

Em nota, o presidente da CNC, José Roberto Tadros, admitiu que os sinais no setor são de pouco otimismo neste início de ano. No entanto, ele considerou que implementação de novo programa de transferência de renda, entre outras políticas públicas para acelerar a capacidade de recuperação da economia e do consumo, poderiam modificar o cenário de incertezas, melhorando as expectativas.

“Os efeitos desta crise sem precedentes ainda reverberam, e a solução para retornarmos ao cenário anterior à pandemia é a vacinação em massa da população”, acrescentou.

Comércio fechado Uberlândia decreto coronavírus Covid-19 — Foto: TV Integração/Reprodução

Já o economista da CNC responsável pela pesquisa, Antonio Everton detalhou que, na prática, os comerciantes reconhecem que o momento econômico atual se mostra difícil para os negócios.

“O entendimento de que a economia melhorou correspondeu a uma fatia muito pequena dos entrevistados (3%) [no Icec de fevereiro], o que pode ser um sinal de reticência empresarial quanto às perspectivas da evolução econômica em um ritmo mais forte, nos próximos meses”, concluiu.



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui