Concursos do Censo 2022: 3 estados têm mais vagas que inscritos para recenseador | Concursos

0
16


Os processos seletivos do IBGE registram até o momento menos candidatos que o esperado para as 206.891 vagas temporárias do Censo 2022. No total, o número de concorrentes é de 667.886, menor que a previsão do instituto para o período, de 800 mil inscritos.

As vagas dos processos seletivos são as seguintes:

  • 183.021 vagas para a função de Recenseador: remuneração de acordo com a produção; taxa de inscrição de R$ 57,50;
  • 18.420 vagas para a função de Agente Censitário Supervisor: salário de R$ 1.700; taxa de inscrição de R$ 60,50;
  • 5.450 vagas para a função de Agente Censitário Municipal: salário de R$ 2.100; taxa de inscrição de R$ 60,50.

São 318.214 inscritos para 23.870 vagas de agente censitário supervisor e municipal e 349.672 candidatos para 183.021 vagas de recenseador.

Nos estados de São Paulo, Paraná e Santa Catarina, há mais vagas que candidatos inscritos para o cargo de recenseador. Veja abaixo:

  • 35.604 inscritos
  • 41.076 vagas
  • 10.235 inscritos
  • 10.490 vagas
  • 5.043 inscritos
  • 6.761 vagas

Nas demais unidades da Federação, o número de inscritos para recenseador ultrapassa bastante o número de vagas, porém, nos estados de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, a diferença é bem apertada: 228 e 270 candidatos a mais que o número de vagas, respectivamente. No Rio Grande do Sul, são apenas 651 inscritos a mais que o número de vagas.

Já para o cargo de agente censitário, com número de vagas bem menor que o de recenseador, o número de inscritos é bem mais elevado que a oferta de vagas em todas as unidades da Federação.

Veja abaixo o número de inscritos e a distribuição das vagas por unidades da Federação.

Número de inscritos para os processos seletivos do IBGE — Foto: Economia g1

Distribuição das vagas para recenseador — Foto: Reprodução

Distribuição de vagas para agente censitário — Foto: Reprodução

Enquanto o recenseador não tem uma remuneração fixa, pois ela vai variar de acordo com a produção, dependendo do número de entrevistas com os moradores, o salário de agente censitário varia de R$ 1.700 a R$ 2.100. Isso pode explicar a maior procura dos inscritos pelo cargo de agente censitário.

Além disso, como o concurso permite que o candidato se inscreva para os dois cargos, porque as provas são realizadas no mesmo dia, mas em períodos diferentes, isso pode reduzir ainda mais a concorrência para recenseador.

Para atrair mais candidatos, o IBGE prorrogou as inscrições dos processos seletivos até o da 21 de janeiro (leia mais abaixo).

De acordo com o coordenador de Recursos Humanos do IBGE, Bruno Malheiros, a prorrogação é um processo normal e esperado em processos seletivos deste porte.

“Há o acréscimo de ser um processo que foi aberto em um período de festas de final de ano, com a população viajando. Os alunos das universidades são um público que se interessa pelo trabalho de recenseador, e eles estão de férias neste momento. Além disso, muita gente está empregada com contratos temporários que expiram agora no final de dezembro, e vai começar a buscar novas oportunidades”.

De acordo com Malheiros, a prorrogação se deu devido à necessidade de aumentar a quantidade de inscritos. O coordenador afirma que o período anterior, que ia de 15 a 29 de dezembro, era curto. O instituto espera pelo menos 1 milhão de inscritos até o final do período de inscrições

Ainda segundo o coordenador de Recursos Humanos do IBGE, é comum haver municípios com grande número de inscritos e outros com menor concorrência, mas o IBGE espera que todas as localidades tenham aprovados suficientes para trabalhar no Censo 2022.

O candidato deve escolher a localidade no momento da inscrição. Mas, segundo Malheiros, poderá haver remanejamento de aprovados de um município para outro em caso de haver dificuldade de preenchimento de vagas.

E, no caso de haver localidades sem aprovados suficientes, o IBGE poderá abrir processos seletivos regionalizados para atender a esses casos específicos.

Os processos seletivos para 183.021 vagas para recenseador, 18.420 para agente censitário supervisor e 5.450 para agente censitário municipal têm vagas em todo o país – veja aqui a distribuição.

As vagas são distribuídas em 4.409 municípios do país para agente censitário e em 5.297 cidades para recenseador.

Clique nos cargos para ver os editais:

As inscrições para todos os cargos poderão ser realizadas até as 16h de 21 de janeiro no endereço https://conhecimento.fgv.br/concursos/ibgepss21. As taxas de inscrição são de R$ 57,50 para recenseador e de R$ 60,50 para agente censitário.

Pessoas inscritas no Cadastro Único para programas sociais do governo federal, o CadÚnico, podem pedir a isenção do pagamento da taxa até o dia 21 de janeiro – leia mais na reportagem.

As inscrições nos processos seletivos cancelados de 2020 e 2021 não são válidas para o novo do Censo 2022. Os interessados deverão fazer nova inscrição e pagar a taxa para participar desse novo processo seletivo.

Os inscritos nos concursos anteriores cancelados podem pedir a devolução da taxa de inscrição – leia mais na reportagem.

Para a função de recenseador, é exigido ensino fundamental completo. Para as funções de agente censitário, é exigido ensino médio completo – veja mais detalhes sobre as funções, períodos de contratação e remunerações dos cargos.

As provas objetivas serão aplicadas presencialmente em 10 de abril de 2022, seguindo os protocolos sanitários de prevenção da Covid-19.

Como as provas serão realizadas em turnos diferentes – de manhã para recenseador e de tarde para agente censitário -, os candidatos podem se inscrever para ambos os cargos.

O IBGE lançou ainda outros dois editais para contratação temporária para o Censo Demográfico 2022, com o total de 1.812 vagas. São 1.781 vagas para Agente Censitário de Administração e Informática e 31 para Coordenador Censitário de Área, ambos de nível médio de escolaridade.



Fonte: G1