Como demissões em massa pode ajudar Fed e beneficiar big techs