Cientistas calculam ameaça de computadores quânticos para o Bitcoin

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Um grupo de cientistas da Universidade de Sussex no Reino Unido realizou testes para estimar o real perigo que os computadores quânticos apresentam para a segurança do Bitcoin. O estudo foi compartilhado pelo NewScientist.

De forma resumida, tais computadores precisam melhorar milhões de vezes para se tornarem uma ameaça. Em relação ao tempo, provavelmente não veremos isso nesta década, afirma Mark Webber que liderou a equipe de pesquisa.

Apesar disso, Webber comenta ser preciso prevenir-se desde já. Afinal muitas informações que hoje estão criptografadas estarão expostas no futuro, necessitando atualizar-se com antecedência.

Computador quântico não é ameaça para o Bitcoin

Conforme os computadores quânticos conseguem acelerar o processamento de cálculos, não há dúvidas que eles sejam uma questão de segurança importante já que podem quebrar criptografias.

Essa questão de segurança vai muito além do Bitcoin e inclui bancos e outros serviços. Todavia, o foco dos cientistas foi a maior criptomoeda do mundo.

Segundo eles, embora o atual melhor computador quântico consiga chegar a 127 qubits, seu estudo aponta que para quebrar a segurança do Bitcoin será necessário um computador com 1,9 bilhão de qubits.

Isso se deve a pequena janela de tempo que deixa esta chave vulnerável, afirma Mark Webber, líder do projeto. Indo além, ele explica que este número pode baixar, porém, mesmo assim será difícil ver um computador tão potente nesta década.

“As transações são anunciadas e há uma chave associada a essa transação. E há uma janela de tempo finita em que essa chave é vulnerável e isso varia, mas geralmente é de 10 minutos a uma hora, talvez um dia.”

Caso este tempo aumente para uma hora, o computador quântico precisaria ter 317 milhões de qubits. Já em um espaço de um dia, este número cai para 13 milhões, ainda muito distante dos atuais 127 qubits do atual melhor computador quântico.

É preciso se preparar

Embora a chegada dos computadores quânticos não apresente muitos problemas no momento, Webber notou ser preciso começar a se prevenir a tais ataques.

“As pessoas já estão preocupadas porque você pode salvar mensagens criptografadas agora e descriptografá-las no futuro. Portanto, há uma grande preocupação de que precisamos mudar urgentemente nossas técnicas de criptografia, porque, no futuro, elas não são seguras.”

Como exemplo, sistemas que usam criptografias fracas poderão ser descriptografados num futuro próximo. Ou seja, uma mensagem a salvo hoje, poderá estar exposta amanhã. Dito isso, este é um problema que pode ser mitigado com antecedência.





Fonte: R7