China suspende importação de carne suína de unidade da Aurora em SC, diz associação | Agronegócios

0
20


A China suspendeu as importações de carne suína de uma fábrica operada pela Aurora Alimentos em Santa Catarina, informou a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) em nota, nesta segunda-feira (4).

De acordo com um documento disponível no site da Administração Geral de Alfândegas da China (GACC, na sigla em inglês), a unidade suspensa tem o número de registro SIF 3548, que é referente a uma planta da cooperativa localizada na cidade de Chapecó (SC).

O G1 entrou em contato com o Ministério da Agricultura do Brasil para saber se o governo foi notificado, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

A ABPA afirma que está ajudando a Aurora e o Ministério da Agricultura a prestarem esclarecimentos às autoridades chinesas para que a proibição seja revertida.

Por outro lado, o comunicado não esclarece o motivo e nem o prazo de vigência da suspensão.

“A ABPA ressalta que se trata de uma situação pontual e pretérita”, disse a entidade. “Todas as informações e demonstrações de boas práticas da cooperativa –que segue os rígidos protocolos setoriais e oficiais referentes à Covid-19 – foram detalhadamente demonstradas às autoridades chinesas.”

A ABPA reiterou que não há comprovação científica de risco de contaminação de Covid-19 por meio do consumo de alimentos.

Desde o início da pandemia, a China já suspendeu as importações de 11 frigoríficos e 1 unidade de pescados do Brasil, por preocupações com a Covid-19.

Desse total, já foram reestabelecidas as exportações das unidades da BRF em Dourados e Lajeado, da Marfrig em Várzea Grande, da Minerva em Barretos, da empresa Monteiro Indústria de Pescados e da processadora de carne Agra.

Em alguns desses casos, o país asiático alegou ter encontrado traços do coronavírus nas embalagens das carnes brasileiras.

Neste momento, entretanto, 5 frigoríficos ainda estão suspensos de exportar para a China. São eles:

VÍDEOS: veja mais notícias de agronegócios



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui