CGU multa rede Madero em R$ 442,6 mil por ‘vantagens indevidas’ para servidores da Agricultura | Economia

0
13


A Controladoria Geral da União (CGU) multou a rede de restaurante Madero em R$ 442,6 mil pelo fato de a empresas ter dado “vantagens indevidas” para servidores do Ministério da Agricultura.

A multa foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (16).

Valor da multa equivale a 0,1% do faturamento de 2017 da companhia — Foto: Gerson Lima/Divulgação

De acordo com a CGU, o Madero ofereceu dinheiro e alimentos para servidores do Ministério da Agricultura que fiscalizavam as instalações da empresa em Balsa Nova e Ponta Grossa, no Paraná.

O valor da multa equivale a 0,1% do faturamento de 2017 da companhia, excluindo os tributos.

Procurada pelo G1, a rede Madero informou que vai recorrer da decisão da CGU. Em comunicado, a empresa diz que procurou a Polícia Federal por iniciativa própria depois de ter sido vítima de extorsão de funcionários do Ministério da Agricultura.

“A Companhia não concorda com a manifestação da CGU e vai adotar todas as medidas legais cabíveis para recorrer dessa decisão, porque, na realidade, em 2015 foi vítima de ameaças e extorsões de fiscais do MAPA (Ministério da Agricultura), e, por iniciativa própria, procurou a Polícia Federal para comunicar esses fatos, tendo colaborado, desde o início, de maneira efetiva com as investigações policiais”, disse a empresa no comunicado.

“A Polícia Federal, o Ministério Público Federal e a Justiça Federal, inclusive, já analisaram esses mesmos fatos e não imputaram qualquer tipo de responsabilidade à Companhia ou a seus representantes”, acrescentou a companhia.

Assista as últimas notícias de economia:



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui