‘CEP Rural’ mapeia endereços e estradas rurais do interior de SP | Nosso Campo

0
14


Para ajudar todos que precisam andar pela zona rural, a Secretaria de Agricultura do Estado iniciou um trabalho de endereço digital, como um “CEP Rural”. O trabalho começou por Itu (SP) e, até o fim de 2022, 350 mil propriedades agrícolas do estado vão ter o “CEP Rural”.

A ação da Secretaria de Agricultura vai mapear endereços e estradas rurais em todo o interior de São Paulo. Somente em Itu, 1.285 endereços digitais já foram cadastrados. O município é o primeiro a estar 100% mapeado e 63% dos “CEPs Rurais” estão ligados a atividades agropecuárias como a Fazenda Limoeiro. Locais de lazer e turismo ocupam 31% destes CEPs.

O Nosso Campo deste domingo (30) visitou a fazenda, que já é uma das que podem ser localizadas com este trabalho. O espaço cria vacas da raça Jerssey para a produção de mais de 800 litros por dia. Tudo o que sai do campo é transformado na própria fazenda.

O laticínio foi o último investimento do produtor rural William Labaki. Todo mês, 10 toneladas de queijos, doces e manteigas são fabricadas no local e são distribuídas em todo o estado.

Além do queijo, a aposta da fazenda é em um doce de leite bem mais cremoso. Assim, o negócio que começou com a produção apenas de gado há 40 anos pode crescer ainda mais. Para não haver falha na logística e nas vendas, é preciso estar bem localizado e ligado no mundo digital.

William já divulgou o “CEP Rural” da sua fazenda nas redes sociais. Ninguém vai ficar perdido de novo nas estradas. Agora, não há problemas para receber produtos e nem escoar os derivados do leite.

(Vídeo: veja a reportagem exibida no programa em 23/05/2021)

‘CEP Rural’ mapeia endereços e estradas rurais do interior de SP

A escolha por começar o projeto “Rotas Rurais” em Itu tem um motivo bem grande. O município tem 70% da área na zona rural e também é conhecido pelas fazendas históricas, como a do Luiz Hacker, que tem mais de 400 anos.

Em tempos normais, a fazenda recebe quase cinco mil pessoas por fim de semana. Com endereço certo e cadastrado nas redes, nenhum turista deve se confundir mais. O dono da fazenda sabe o quanto é importante para o turismo ter informações precisas, principalmente quando se recebe muita gente de fora.

Por lá tem de tudo: galinhas e pavões vivem soltos, casas antigas, uma sensação de ar puro e liberdade. Aos fins de semana, também tem almoço caipira. Características de sobra para chamar a atenção dos visitantes.

Se não bastasse todo o cenário que remete a casa de avó, tem ainda um atrativo de dar água na boca. A fazenda produz e vende no local chocolates artesanais. Por mês, são produzidas duas toneladas.

O “CEP Rural” vai oferecer passeios para os turistas. Mas também mais cidadania, segurança e saúde para quem escolheu viver no campo.

VÍDEOS: veja mais reportagens do programa



Fonte: G1