Casos de covid-19 em frigoríficos de MS chegam a 325, diz MPT

12



Empresa em Dourados é a que mais preocupa instituição, com 168 trabalhadores contaminados. Dados divulgados pelo Ministério Público do Trabalho ainda não são contabilizados oficialmente pela Secretaria de Estado de Saúde. MAPA suspendeu a autorização do frigorífico da JBS em Campo Grande para exportar para os EUA
Reprodução/TV Morena
325 funcionários de frigoríficos em três cidades de Mato Grosso do Sul estão com coronavírus até a manhã desta sexta-feira (29), de acordo com o Ministério Público do Trabalho (MPT) estadual, 63 a mais do que o registrado até a última quarta. O órgão, que realiza intervenções nas empresas após alertas de casos de covid-19 nos locais, está atualizando os números diariamente.
De acordo com o MPT, são 168 os trabalhadores contaminados em apenas uma unidade em Dourados, além de 18 em outra empresa na mesma cidade. 109 funcionários de um frigorífico em Guia Lopes da Laguna, e 30 em um estabelecimento de Bonito também estão com coronavírus, segundo a instituição. Os números ainda não foram confirmados oficialmente pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).
Ministério Público do Trabalho investiga controle da Covid-19 entre funcionários de 61 frigoríficos em 11 estados
A situação que mais preocupa o MPT é no frigorífico de Dourados com mais de 5 mil funcionários. 168 deles já testaram positivo para covid-19. O município mais que dobrou os registros da doença na última semana, já que até o último dia 22, a cidade tinha 93 casos de coronavírus e, nesta sexta-feira, possuía 236. Os dados são do último boletim epidemiológico divulgado nesta sexta, que também confirmou Dourados como o segundo município com mais casos da doença, atrás apenas da capital, Campo Grande.
O secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, disse, na manhã desta sexta, que a preocupação é grande com o frigorífico. De acordo com ele, a disseminação piorou a partir dos casos no local e, agora todos os trabalhadores da empresa estão sendo testados.
COVID-19 EM FRIGORÍFICOS ACENDEU ALERTA DO MPT
Em abril, a instituição notificou quase 30 indústrias com unidades ativas no estado para que seguissem recomendação específica sobre práticas sanitárias capazes de obstar o contágio e a disseminação da Covid-19, tanto em relação aos empregados diretamente contratados quanto aos demais prestadores de serviços internos e externos.
Testagem para a covid-19 em funcionários de frigorífico de Guia Lopes da Laguna, no sudoeste de MS
Reprodução/TV Morena
A preocupação do MPT se deu, inicialmente, pelo número alto de casos registrado em Guia Lopes da Laguna, onde a prefeitura afirmou que 90% dos casos da doença tinham relação direta com o frigorífico. O município de cerca de 10 mil habitantes registra 225 casos da doença até esta quarta-feira, com a maior incidência do estado e uma das maiores do Brasil.
Conforme o MPT, as vistorias continuarão acontecendo e estão sendo realizadas fiscalizações para observar se os protocolos estipulados nos planos de biossegurança dos frigoríficos são efetivos para evitar a proliferação da Covid-19. O órgão ainda diz que está orientando todas as indústrias frigoríficas a reorganizar as plantas, estabelecendo uma distância mínima de 1,8 metro entre os trabalhadores para, assim, evitar um colapso simultâneo dos sistemas de saúde e da atividade econômica.


Fonte: G1