Calor beneficia produção de tilápias | Nosso Campo

0
14


As incubadoras usadas na produção de tilápias recebem milhares de ovos. Cada uma pode conter mais de 100 mil por vez. Pelo menos 70% vão virar larvas de tilápia, um dos peixes mais consumidos no país.

O piscicultor Emerson Esteves explica que os ovos são desinfetados no laboratório para evitar o ataque de parasitas, bactérias e fungos. O processo de eclosão se dá nas incubadoras. O nascimento das larvas ocorre cerca de sete dias depois.

O laboratório fica em Rubinéia, região de Santa Fé do Sul, no noroeste paulista, que é um dos principais polos produtores dessa espécie de peixe no Brasil.

(Vídeo: veja a reportagem exibida no programa em 11/10/2020)

Calor beneficia produção de tilápias

Calor beneficia produção de tilápias

Aproximadamente cinco milhões de larvas são produzidos por semana no laboratório. O controle da temperatura é fundamental em todo o processo.

O piscicultor Assis Henrique Castelan conta que temperaturas baixas fazem com que o peixe reduza a alimentação e o crescimento diminua. Já temperaturas acima de 28 graus acabam prejudicando, porque reduzem o oxigênio e aumentam a mortalidade.

Assim como as temperaturas, o mercado anda aquecido. Houve um recuo no início da pandemia, como lembram os produtores, mas o setor reagiu e vive um dos melhores momentos. Emerson diz que o mercado começou a melhorar com o aumento do dólar e da dificuldade de importação de peixes de outros países.



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui