Caixa retira ressalva do balanço do FGTS: Entenda

0
22


Caixa retira ressalva do balanço do FGTS: Entenda Fundo registra cerca de 83 milhões de trabalhadores e ativo de mais de R$ 570 bilhões, investidos principalmente em habitação popular e infraestrutura.

A CAIXA, agente operador do FGTS, retirou a ressalva do balanço do Fundo, fato que não acontecia desde 2015. As demonstrações financeiras de 2020 foram aprovadas no dia 29/06 pelo Conselho Curador do FGTS.

O resultado líquido do FGTS em 2020 foi de R$ 8,5 bilhões. O total de Ativos alcançou o montante de R$ 570,3 bilhões, crescimento de 5,4% em relação ao ano de 2019, com patrimônio líquido de R$ 113,1 bilhões.

O Passivo do FGTS contabilizou R$ 457,2 bilhões, 6,6% superior ao do ano anterior. A maior parte desse montante é representada pelas mais de 188 milhões de contas vinculadas de titularidade de 83 milhões de trabalhadores.

Em 2020, R$ 127,3 bilhões foram arrecadados pelas contribuições mensais dos empregadores em favor dos trabalhadores. O saque total foi de R$ 166,1 bilhões, concentrando-se em modalidades como saque moradia, aposentadoria, entre outras previstas na Lei 8.036/90, além dos Saques Aniversário, Imediato e Emergencial do FGTS.

Cerca de 31,7 milhões de trabalhadores receberam o montante de R$ 24,2 bilhões do Saque Emergencial do FGTS, cerca de 800 mil empresas foram beneficiadas com a pausa da arrecadação do FGTS e 1,4 milhão de mutuários foram beneficiados com a suspensão temporária de pagamentos relativos a financiamentos vinculados à habitação popular.

Distribuição do Resultado

Conforme previsto na Lei 13.446/2017, o Conselho Curador do FGTS definirá qual percentual será distribuído e autorizará a distribuição de parte do resultado positivo auferido pelo Fundo, mediante crédito nas contas vinculadas de titularidade dos trabalhadores até 31 de agosto de 2021. Esta medida amplia os rendimentos já previstos na Lei 8.036/90, que nos últimos anos tem superado os rendimentos da poupança.










Fonte:
R7