Bovespa opera em queda nesta segunda-feira

0
14



Na sexta-feira, fechou a 101.353 pontos, passando a acumular queda de de 1,51% no mê e de 12,36% no ano. A bolsa de valores brasileira, a B3, firmava queda nesta segunda-feira (17), com a primeira etapa da sessão marcada pelo vencimento de opções sobre ações, com o setor de mineração e siderurgia e empresas de proteínas entre os destaques positivos, enquanto companhias aéreas figuravam entre as maiores baixas.
Às 12h44, o Ibovespa caía 1,06%, a 100.274 pontos. Veja mais cotações.
Entre as empresas que operavam em queda, Hering recuava de mais de 6%, e o papel da Sabesp perdia quase 4%. Na outra ponta, Marfrig e Minerva subiam acima de 6% e de 4%, respectivamente.
A temporada de balanços no Brasil é relativamente tranquila nesta segunda-feira, com Magazine Luiza entre os destaques, mas com divulgação prevista apenas após o fechamento do pregão.
Na sexta-feira, a bolsa fechou em alta de 0,89%, 101.353 pontos, acumulando queda de 1,38% na semana. Na parcial do mês, passou a acumular queda de 1,51%. No ano, o Ibovespa tem baixa de 12,36%.
Cenário
No exterior, Wall Street abriu em alta, mas passou a mostrar desempenho misto, com o mercado em Nova York também na expectativa de resultados de varejistas nesta semana.
Por aqui, os economistas do mercado financeiro reduziram mais uma vez a previsão para o tombo Produto Interno Bruto (PIB) de 2020, revisando a estimativa de uma redução de 5,62% para 5,52%, segundo o boletim Focus do Banco Central. Essa foi a sétima semana seguida de melhora do indicador. O governo estima que o PIB vai contrair 4,7% este ano. O IBGE divulgará os dados sobre o segundo trimestre em 1º de setembro.
Já a estimativa de inflação para 2020 foi elevada de 1,63% para 1,67%. Após a queda para a mínima histórica de 2% ao ano na semana passada, o mercado segue prevendo manutenção da taxa básica de juros da economia, a Selic, neste patamar até o fim deste ano.
Economistas e analistas melhoram a estimativa para o PIB de 2020
Os investidores seguem atentos a Brasília e as discussões em torno do orçamento de 2021 e preocupações sobre o cenário fiscal do país em meio às discussões e declarações divergentes do governo Bolsonaro sobre a manutenção ou flexibilização do teto de gastos.
Variação do Ibovespa em 2020
G1 Economia


Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui