Bovespa opera em queda, abaixo dos 118 mil pontos | Economia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


O Ibovespa, principal índice de ações da bolsa de valores de São Paulo, a B3, abriu em queda nesta segunda-feira (11).

Às 10h07, o Ibovespa recuava 0,67%, a 117.534 pontos. Veja mais cotações.

Na sexta-feira, a Bola fechou em queda de 0,45%, a 118.322 pontos. Com o resultado, passou a acumular queda de 1,40% no mês. No ano, no entanto, o ganho é de 12,88%.

Miriam Leitão: ‘Inflação incomodará todo esse ano o bolso do consumidor’

O que está mexendo com os mercados?

No exterior, o petróleo era negociado em queda nesta segunda-feira, com o Brent sendo negociado abaixo de US$ 100.

Os investidores seguiram monitorando a guerra na Ucrânia e a perspectiva de que o banco central dos Estados Unidos planeja ser agressivo em sua política monetária para combater a inflação.

Na Europa, o dia dos mercados era marcado por volatilidade em meio à expectativa de uma disputa acirrada entre o presidente Emmanuel Macron e sua rival de extrema direita Marine Le Pen no segundo turno das eleições da França.

Na China, os índices de ações fecharam na maior em 1 mês com em meio aos de temores de lockdown prolongado no país para conter a Covid-19 e de aceleração da inflação.

Por aqui, a greve dos funcionários do Banco Central segue atrasando a divulgação de dados como a pesquisa Focus, com as projeções do mercado par inflação, juros, PIB e câmbio.

Investidores buscavam por indicações dos próximos passos do Banco Central, depois que o resultado de março do IPCA veio acima do esperado e colocou em xeque a perspectiva de encerramento do ciclo de aperto monetário em maio, aumentando as apostas de que a taxa básica de juros (Selic) será elevada em 2022 para além de 13% ao ano.

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou nesta segunda-feira que o resultado da inflação de março foi uma “surpresa” e os núcleos do IPCA “estão muito altos”.

Volume de negociação de ações cai 13% em março

A operadora da bolsa brasileira B3 informou que o volume financeiro médio diário de negociações no segmento ações recuou 12,6% em março de 2022 frente ao mesmo período do ano anterior, segundo comunicado ao mercado.

O volume médio diário do segmento derivativos, que inclui negociação de câmbio e juros, caiu 3,9% na mesma base de comparação.

Em relação a fevereiro deste ano, o segmento de ações expandiu 1,7% em março, enquanto o volume em derivativos cresceu 25,5%.



Fonte:G1