Bolsas dos EUA recuam após Mnuchin diminuir esperanças de estímulo | Economia

0
9


Wall Street encerrou em queda nesta quarta-feira (14), puxado pelos papéis de Amazon e Microsoft, com investidores perdendo as esperanças de que um estímulo fiscal nos Estados Unidos será aprovado antes das eleições presidenciais em novembro.

O Dow Jones recuou 0,58%, encerrando aos 28.514 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,66%, aos 3.488,67 pontos. O Nasdaq caiu 0,8%, aos 11.768,73 pontos.

Wall Street recuou nesta quarta-feira — Foto: Brendan McDermid/Reuters

Comentários do secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, de que um acordo provavelmente não seria alcançado antes do pleito fragilizaram ainda mais o sentimento, após a divulgação de balanços trimestrais mistos por importantes bancos de Wall Street.

“Neste ponto, eu diria que ter algo antes das eleições e executá-lo seria difícil apenas considerando onde estamos e o nível de detalhe, mas vamos tentar continuar a trabalhar nessas questões”, afirmou Mnuchin em conferência promovida pelo Milken Institute.

As ações dos EUA tiveram um rali nas últimas sessões, com otimismo de que o governo forneceria novo estímulo para reduzir os danos causados ​​pela pandemia do coronavírus.

“O otimismo subiu como um foguete na semana passada e agora está voltando um pouco”, disse Mike Zigmont, chefe de operações e pesquisa da Harvest Volatility Management em Nova York. “Acho que um estímulo como um grande evento macro já está precificado nos preços das ações. É apenas uma questão de quando os detalhes surgem e quando o estímulo entra em vigor.”

Os papéis da Amazon caíram 2,3% e os da Microsoft , 0,9%, e ambos exerceram a maior influência negativa no S&P 500.

Bank of America recuou 5,3%, e Wells Fargo cedeu 6%, após resultados trimestrais decepcionantes.

Veja as últimas notícias de economia:



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui