Bolsas dos EUA encerram em alta com atenções a pacote de estímulo

0
10



Índice Nasdaq cravou novo recorde e encerrou a quinta-feira acima de 11 mil pontos pela primeira vez. As bolsas dos Estados Unidos fecharam em alta nesta quinta-feira (6), após um lento começo de sessão, com o índice Nasdaq cravando novo recorde e encerrando acima de 11 mil pontos pela primeira vez, com investidores à espera de um novo pacote de estímulo fiscal.
O Dow Jones avançou 0,68%, para 27.386,98 pontos, o S&P 500 ganhou 0,64%, para 3.349,16 pontos, e o ​​Nasdaq valorizou-se 1%, para 11.108,07 pontos.
Wall Street avançou nesta quinta-feira
AP Photo/Richard Drew
As ações de tecnologia ou relacionadas ao setor – que possui grande peso na composição dos índices -, tais como Apple (+3,49%) e Facebook (+6,49%), ajudaram a turbinar os ganhos do mercado.
Valor de mercado da Apple ultrapassa o PIB do Brasil de 2019
O Nasdaq, índice com forte peso de papéis de tecnologia, alcançou um novo recorde no início do pregão e encerrou acima da marca de 11 mil pontos pela primeira vez, depois de subir acima desse patamar na quarta-feira.
Os índices S&P 500 e Dow Jones estão, respectivamente, a cerca de 1% e 7% de suas máximas recordes, alcançadas em fevereiro.
“Os mercados têm sido incrivelmente resilientes. Há um grande medo de perder a alta, e são os velhos impulsionadores, os líderes do setor de tecnologia, que continuam guiando o mercado para cima”, disse Sal Bruno, diretor de investimentos da IndexIQ em Nova York.
Dados econômicos divulgados nesta quinta-feira mostraram um quadro misto. Números do Departamento do Trabalho dos EUA sinalizaram a primeira queda nos pedidos de auxílio-desemprego em três semanas, mas um relatório separado revelou aumento de 54% nos cortes de empregos anunciados por empregadores em julho. Os dados foram divulgados antes do relatório mais amplo sobre o mercado de trabalho nos EUA (conhecido como “payroll”), cuja divulgação está prevista para sexta-feira (7).
Investidores estão monitorando o próximo pacote de auxílio fiscal em combate às consequências da pandemia da Covid-19. Mas o líder da maioria no Senado, Mitch McConnell, disse nesta quinta-feira que republicanos e democratas permanecem distantes sobre o que incluir em outra rodada de alívio.
Os republicanos do Senado foram informados de que os negociadores têm até sexta-feira para alcançarem um acordo. “Se não houver acordo até sexta-feira, não haverá acordo”, disse o senador republicano Roy Blunt a repórteres na quarta-feira.


Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui