Bolsas do EUA sobem com esperanças sobre coronavírus e ajudado pelo setor de saúde

9



Anúncio de que o senador Bernie Sanders suspendeu sua campanha pela indicação democrata à corrida para a Casa Branca também contribuiu para a alta das ações. As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em firmes altas nesta quarta-feira, com sinais esperançosos de que o surto de coronavírus nos EUA pode estar perto de um pico, enquanto ações de planos de saúde receberam impulso adicional do anúncio de que o senador Bernie Sanders estava suspendendo sua campanha pela indicação democrata à corrida para a Casa Branca.
Os índices acionários começaram o pregão em alta depois que o presidente Donald Trump afirmou que os norte-americanos podem estar chegando ao topo da “curva” em relação ao surto. O governador de Nova York, Andrew Cuomo, disse que os esforços do Estado quanto ao distanciamento social estão funcionando para controlar o vírus em um dos maiores focos de infecção do país.
Wall Street
Lucas Jackson/Reuters
O índice Dow Jones subiu 3,44%, para 23.433,57 pontos. O S&P 500 avançou 3,41%, para 2.749,98 pontos. E o Nasdaq Composite ganhou 2,58%, para 8.090,90 pontos.
“O foco principal é o ‘pico’. O que parece estar na mente de todos os investidores agora é quando os casos de coronavírus atingirão o pico”, disse Eric Freedman, diretor de investimentos da US Bank Wealth Management na Carolina do Norte.
“Em algum momento, as considerações econômicas realmente começam a se materializar. Além disso, como será o mecanismo de transmissão para a economia, ou seja, em qual fase a economia será reiniciada.”
As ações tiveram impulso adicional à medida que o setor de saúde ganhou terreno após a decisão de Sanders de suspender sua campanha pela Casa Branca. A proposta de Sanders de uma política de saúde para todos iria, essencialmente, abolir o setor privado de planos de saúde, o que tem colocado uma sombra sobre papéis de empresas do setor por meses.
UnitedHealth Group Inc saltou 7,98%, no maior impulso para o Dow, enquanto Anthem disparou 10,25%.
O Federal Reserve (Fed, banco central do país) divulgou nesta quarta-feira as atas das duas reuniões de emergência do mês passado. Elas mostraram que as autoridades estavam cada vez mais preocupadas com a rapidez com que a pandemia estava prejudicando a economia norte-americana e perturbando os mercados financeiros, o que levou o BC a tomar “ações contundentes”.


Fonte: G1