Bolsas da China fecham em queda com pressão do setor de consumo | Economia

0
9


As ações da China fecharam em queda nesta quinta-feira (3), com os investidores vendendo papéis de empresas de consumo devido a preocupações com valorizações altas demais, enquanto as tensões sino-americanas também afetaram o sentimento, superando o otimismo decorrente de dados otimistas do setor de serviços.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, recuou 0,55%, enquanto o índice de Xangai perdeu 0,58%.

As vendas se intensificaram na segunda metade do pregão, com os investidores recuando das principais empresas de consumo após ganhos estelares nas últimas semanas.

O subíndice do setor de consumo do CSI300 fechou com queda de 0,4%,

Os Estados Unidos disseram na quarta-feira que agora exigirão que diplomatas chineses seniores obtenham a aprovação do Departamento de Estado norte-americano antes de visitar campi de universidades ou realizar eventos culturais nos EUA com mais de 50 pessoas fora dos campos da missão.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,94%, a 23.465 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,45%, a 25.007 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,58%, a 3.384 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,55%, a 4.817 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 1,33%, a 2.395 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,46%, a 12.757 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,32%, a 2.531 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,81%, a 6.112 pontos.

Sardenberg: ‘China teve crescimento do PIB porque lá a pandemia foi antes’

Sardenberg: ‘China teve crescimento do PIB porque lá a pandemia foi antes’

Veja vídeos: Últimas notícias de Economia



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui