Bolsas da China fecham em baixa por tensão com EUA e novos casos de coronavírus | Economia

0
9


Os índices acionários da China fecharam em baixa na segunda-feira (11) uma vez que as preocupações com as tensões sino-americanas continuaram a pesar sobre os mercados, enquanto um salto nos novos casos domésticos de Covid-19 também prejudicou o sentimento.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 0,99%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 1,08%.

A suspensão pelos Estados Unidos das restrições às interações com autoridades de Taiwan é “algo grande”, disse o ministro das Relações Exteriores de Taiwan, Joseph Wu, descrevendo a ação como um grande impulso para as relações com com o mais importante defensor global da ilha.

O Ministério do Comércio da China publicou no sábado novas regras para conter leis e restrições “injustificadas” impostas por países estrangeiros à empresas e cidadãos chineses, conforme as relações entre Pequim e Washington se deterioram.

Aumentando a pressão, a China registrou o maior aumento diário nos casos de Covid-19 em mais de cinco meses.

A inflação da China fechou o ano passado em 2,5%, segundo dados do Escritório Nacional de Estatísticas (BNS) divulgados nesta segunda-feira (11). O número representa uma redução em relação aos 2,9% de 2019.

Veja como fecharam as principais bolsas da Ásia:

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei permaneceu fechado.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,11%, a 27.908 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,08%, a 3.531 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,99%, a 5.441 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,12%, a 3.148 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,60%, a 15.557 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,31%, a 2.983 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,90%, a 6.697 pontos.

China autoriza entrada no país de equipe da OMS que vai investigar origem da pandemia

China autoriza entrada no país de equipe da OMS que vai investigar origem da pandemia

Vídeos: veja as últimas notícias de economia no Brasil e no mundo



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui