Bolsa de Nova York vai deslistar ADR da Latam no dia 22

0
22



As regras da bolsa permitem suspender ou remover da lista títulos de uma empresa que entra em recuperação judicial. Avião da companhia aérea Latam no pátio do Aeroporto Internacional de São Paulo – Cumbica (GRU), em Guarulhos
Celso Tavares/G1
A Bolsa de Nova York comunicou à Securities and Exchange Commission (SEC, órgão que regula o mercado de capitais dos EUA) que vai deslistar as American Depositary Receipts (ADRs) do grupo Latam Airlines a partir de 22 de junho.
As regras da bolsa permitem suspender ou remover da lista títulos de uma empresa que entra em recuperação judicial ou que tem interesse em fazê-lo. A Latam pediu recuperação judicial em um tribunal de Nova York no dia 26 de maio.
Latam pede recuperação judicial nos Estados Unidos
Pelo mesmo motivo, a bolsa de Nova York deslistou as ADRs da Avianca Holdings desde o dia 8 deste mês.
No dia 26 de maio, a Latam foi notificada por telefone e por carta sobre a intenção da bolsa de iniciar um processo de exclusão de registro dos seus títulos. A companhia tinha até 9 de junho para entrar em contato com a bolsa de Nova York e pedir uma revisão da decisão da Nyse. Mas a Latam não fez a solicitação.
Moody’s rebaixa nota da Latam, com perspectiva negativa
Hoje, as ações da Latam na bolsa do Chile caíram 21,62%, para 1.450 pesos chilenos. Ontem, as ADR da Latam subiram 10,31% em Nova York, para US$ 3,21.
Latam entra com pedido de recuperação judicial nos Estados Unidos


Fonte: G1