Black Friday: consumidores fazem fila no Centro de Belo Horizonte em busca de descontos | Minas Gerais

0
38


Consumidores de Belo Horizonte fizeram fila, em frente a lojas no Centro, para conferirem descontos da Black Friday nesta sexta-feira (27).

Preocupação com coronavírus não impede consumidor de aproveitar a Black Friday

Preocupação com coronavírus não impede consumidor de aproveitar a Black Friday

Na Rua Rio de Janeiro, o pintor Adeilson Santos Pereira foi o primeiro a chegar. Contou que estacionou o carro à 1h desta sexta-feira e cochilou até o dia clarear.

“Achei que ia ter muita aglomeração, quis chegar mais cedo”, disse.

A estratégia não deu muito certo e, na hora em que as portas se abriram, às 10h, ele ficou espremido na fila.

“Eu sou muito consumista, mas também sou econômica. Pesquisei bastante antes de vir na loja física. Eu vou levar um guarda-roupa com um preço à vista”, disse a promotora de eventos Talita Brait.

Em uma loja, para evitar aglomeração, o jeito foi distribuir senhas. Antes de o cliente entrar, havia álcool em gel para passar nas mãos e aferição de temperatura.

“Fizemos uma distribuição de senha para respeitar a quantidade de pessoas dentro da loja. Desde a reabertura, a gente cumpre os protocolos de segurança, distanciamento, uso de máscaras, tem tomado muito cuidado, carinho, muito preparado para essa Black”, disse o gerente do lugar, Wilmer Alves Garcia.

Clientes foram atrás das ofertas da Black Friday — Foto: Flávia Cristini/TV Globo

Promoção contra crise da pandemia

A Black Friday é uma data promissora para os lojistas, que tentam se recuperar dos efeitos da pandemia do novo coronavírus.

De acordo com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio), um terço dos empresários apostam em promoções para atrair clientes, sendo que 23% pretendem vender os produtos por até pela metade do preço.

Consumidores devem tomar alguns cuidados com as compras na Black Friday

Consumidores devem tomar alguns cuidados com as compras na Black Friday

Para atrair o cliente que decidiu evitar aglomeração, a estratégia foi investir nas vendas pela internet.

“Estamos cada vez mais digital para o cliente fazer a compra da casa dele, com nossos vendedores, tudo pelo app”, completou Garcia.

Depois de enfrentar lojas na fila, Adeilson comprou a TV que queria, mas, para ele, os descontos imperdíveis ficaram somente na propaganda mesmo.

“Foram poucos os descontos neste ano, mas espero que no ano que vem tenha desconto maior”.

Veja os vídeos mais vistos no G1 nos últimos 7 dias:



Fonte: G1