Bilionário diz que não investirá em ETF de Bitcoin – “posso diretamente”

0
17


Conforme as notícias apontam para uma iminente aprovação de um ETF de contratos futuros de Bitcoin, o assunto vem sendo o mais comentado no mundo das criptomoedas.

Ao ser questionado pela CNBC se irá investir em ETFs de Bitcoin, o bilionário Mark Cuban disse que não, afinal ele pode comprar a moeda digital diretamente.

Mark Cuban é um entusiasta das criptomoedas, ele acredita firmemente tanto na valorização do bitcoin quanto do ethereum. Além disso também possui alguns dólares em dogecoin, que segundo ele é a moeda mais utilizada em pagamentos por ninguém ter medo de gastá-las e depois se arrepender por conta do seu valor.

ETFs de Bitcoin

ETFs de contratos futuros de Bitcoin não são iguais ETFs à vista, os primeiros não requerem que os fundos tenham bitcoin em caixa, sendo as negociações baseadas apenas no preço da moeda. E este provavelmente será o primeiro tipo a ser negociado nos EUA.

O segundo caso, mesmo sendo melhor já que implica na compra verdadeira de Bitcoin, fazendo com que haja maior demanda pelo ativo e por consequência mais pressão compradora, não é a melhor opção para quem já pode comprar bitcoin hoje, como é o caso de Mark Cuban.

Quando questionado pela CNBC se ele investiria em um ETF de Bitcoin, o bilionário respondeu que não e explicou o motivo.

“Não. Eu posso comprar bitcoin diretamente.”

Os ETFs de Bitcoin serão mais utilizados por instituições, fundos de hedge, de previdência e outros que, por lei, não podem comprar Bitcoin diretamente, ao contrário de Mark Cuban, a Tesla e a MicroStrategy e outros que já investem na criptomoeda.

Mark Cuban e as criptomoedas

Mark Cuban, dono da equipe de basquete Dallas Mavericks, já afirmou acreditar que o bitcoin é melhor que o ouro devido a sua escassez e outras características da maior criptomoeda do mundo.

Além disso, seu clube de basquete é conhecido por aceitar criptomoedas como pagamento por ingressos e outros produtos de sua loja. Em recente entrevista, ele revelou que as pessoas preferem pagar em Doge por ser uma moeda que tende a desvalorizar, e guardar Bitcoin por ser uma ótima reserva de valor.

Quanto a Doge, o bilionário revelou que triplicou seu investimento na moeda, de 500 para 1.500 dólares. E fez questão de reafirmar que não vê a Doge como um investimento e que nunca a recomendou para ninguém, ao contrário do Bitcoin que é seu maior investimento em criptomoedas.





Fonte: R7