Avanço nos EUA e balanços positivos impulsionam ações europeias | Economia

0
16


O mercado acionário europeu avançou nesta quarta-feira (20) depois que a fornecedora de fabricantes de chips ASML e o grupo suíço de luxo Richemont divulgaram dados encorajadores, enquanto os investidores apostaram em um grande pacote de alívio fiscal nos Estados Unidos com Joe Biden assumindo a Presidência.

O índice pan-europeu STOXX 600 encerrou em alta de 0,7%, recebendo um impulso extra das máximas recordes alcançadas pelos mercados acionários em Wall Street.

Biden terá desafio de reestabelecer antigos laços internacionais, abandonados por Trump

Biden terá desafio de reestabelecer antigos laços internacionais, abandonados por Trump

Todos as atenções estavam voltadas para a posse de Biden como 46º presidente dos EUA, com os operadores apostando em um forte plano de alívio à pandemia e maiores gastos em infraestrutura sob o novo governo para impulsionar a economia atingida pela pandemia.

As ações de tecnologia viveram um rali para um pico de duas décadas na Europa depois que os papéis da ASML Holding NV avançaram 3,0%, para as máximas recordes, depois de a empresa registrar vendas melhores do que o esperado no quarto trimestre e dizer que viu entrada de encomendas fortes para 2021.

Enquanto isso, os papéis da Richemont subiram 2,8%, após a companhia registrar um aumento de 5% nas vendas trimestrais, com os chineses investindo na Cartier, sua principal marca de joias.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,41%, a 6.740 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,77%, a 13.921 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,53%, a 5.628 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,93%, a 22.650 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,06%, a 8.204 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,15%, a 5.069 pontos.

Vídeos: Últimas notícias de Economia



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui