Auxílio Emergencial pode ser prorrogado novamente?

0
424


O Auxílio Emergencial encerrou seus pagamentos em outubro deste ano. Diante disso, o Governo Federal implementou o Auxílio Brasil, programa substituto do Bolsa Família. O novo benefício, em novembro, está concedendo um valor médio por volta de R$ 220 para 14 milhões de beneficiários. 

A grande problemática se desdobra à medida que só recebe o Auxílio Brasil, até então, quem já era contemplado pelo programa Bolsa Família. Em razão disso, cerca de 22 milhões de brasileiros ficaram sem qualquer amparo financeiro no decorrer deste mês de novembro. 

Frente a esta situação, o Ministério da Cidadania já declarou que novos incluídos inscritos no Cadúnico, passaram a receber o novo programa, todo mês. Além disso, a ideia da atual gestão do país é ampliar o Auxílio Brasil para cerca de 2,4 milhões de pessoas, o que daria algo em torno de 17 milhões de beneficiários. 

Quais são as chances do Auxílio Emergencial ser prorrogado?

Previamente, é preciso entender que a Pec dos Precatórios que hoje tramita no Senado Federal, pode ser um fator decisivo para uma possível extensão do Auxílio Emergencial. 

Neste sentido, grande parte dos integrantes do governo aguardam a aprovação da proposta constitucional, no intuito de viabilizar o direcionamento de recursos para o Auxílio Brasil. Desta maneira, conseguir ampliar o programa, bem como pagar o valor pretendido de R$ 400. 

Por outro lado, existe uma parcela de integrantes do governo que possuem uma maior inclinação para uma prorrogação do Auxílio Emergencial. Muitos deste grupo temem a não aprovação da Pec dos Precatórios, além da demorada tramitação da proposta no senado. 

Diante desses fatores, é possível que novo valor, bem como a ampliação do programa fiquem só para o próximo ano, de modo que muitos brasileiros, órfãos do Auxílio Emergencial fiquem sem amparo durante todo esse período, podendo trazer uma imagem negativa do governo em vésperas de um ano de eleição. 

Assim sendo, a extensão do Auxílio Emergencial tem sido colocada por uma ala do governo como uma solução para este referido problema. Desta maneira, trazendo amparo para cerca de 22 milhões de brasileiros. 

Contudo, ainda sim, as maiores apostas estão direcionadas para apressar a aprovação da Pec, de maneira que uma nova extensão do benefício permanece incerta.



Fonte: R7