Auxílio emergencial: Pacheco diz ter ‘expectativa positiva’ para solução ainda esta semana | Política

0
13


Pacheco deu as declarações durante entrevista à GloboNews. O senado não apresentou detalhes sobre o possível formato do benefício – se retomará o modelo do auxílio pago em 2020 ou seguirá nova roupagem, a partir do Bolsa Família.

“E o que se extraiu daquela reunião [com Paulo Guedes] foi uma percepção em relação à boa vontade do Ministério da Economia à compreensão do Ministério da Economia de que é preciso atender esse reclame do Congresso Nacional, essa necessidade de assistir às pessoas com algum formato de assistência social análogo ao auxílio emergencial ou incremento de algum problema social existente, como o Bolsa Família”, disse o presidente do Senado.

Após a reunião com Pacheco a última quinta (4), o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a retomada do auxílio emergencial poderia atender a metade dos beneficiários que receberam o pagamento em 2020. O ministro também disse que a retomada do auxílio dependeria do acionamento de “cláusulas necessárias”.

Rodrigo Pacheco e Arthur Lira se encontram com Guedes e debatem possível volta do auxílio
Rodrigo Pacheco e Arthur Lira se encontram com Guedes e debatem possível volta do auxílio

4 min Rodrigo Pacheco e Arthur Lira se encontram com Guedes e debatem possível volta do auxílio

Rodrigo Pacheco e Arthur Lira se encontram com Guedes e debatem possível volta do auxílio

O presidente do Senado Rodrigo Pacheco e o presidente da Câmara Arthur Lira se encontraram com o ministro da Economia Paulo Guedes para tratar de reformas e também de um novo auxílio emergencial.

O parlamentar disse também que não se pode condicionar novas rodadas de auxílio à aprovação propostas fiscais em análise no Congresso, como a PEC Emergencial. “A emergência e a urgência relativamente a essa assistência social não podem esperar. É um acordo que temos que fazer”, disse.

“É preciso evidentemente compatibilizar uma forma de ajuda e auxílio com a responsabilidade fiscal, com o equilíbrio das contas públicas. E eu estou com muita expectativa, positiva mesmo de que a gente tenha uma solução disso nesta semana”, afirmou.



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui