Aumento de 30% nos licenciamentos de veículos: Acompanhe

0
18


Aumento de 30% nos licenciamentos de veículos: Acompanhe O número de licenciamento de veículos aumentou 30% com a digitalização dos serviços do Detran.SP. O resultado refere-se aos últimos cinco meses em comparação ao mesmo período de 2020. O CRLV-e (licenciamento) é hoje um dos serviços mais acessados nos portais do Detran.SP (www.detran.sp.gov.br) e Poupatempo (www.poupatempo.sp.gov.br).

De janeiro a maio deste ano, foram licenciados 7,3 milhões de veículos em todo o Estado de São Paulo. Em 2020, no mesmo período, foram 5,6 milhões. O licenciamento veicular no formato digital foi iniciado em maio de 2020 quando os postos do Detran foram fechados em função da pandemia de Covid-19. Atualmente esse serviço é feito totalmente nesta plataforma. A iniciativa faz parte do projeto do Detran em investir na digitalização dos serviços, ampliados em 72% desde 2020, saindo de 43 para 76, na comparação com 2019.

“O processo de digitalização dos serviços oferecidos pelo Detran.SP atende às necessidades do usuário. Agregar tecnologia e inovação no atendimento ao cidadão é fundamental, sobretudo neste período de pandemia que atravessamos”, afirma o diretor-presidente do órgão estadual de trânsito, Neto Mascellani, que também é presidente da Associação Nacional dos Detrans (AND).

 

Para fazer o licenciamento digital, clique aqui.

Em seguida, o cidadão deve observar os seguintes passos:

1) Quitação dos débitos do veículo (IPVA, possíveis multas e taxa de licenciamento): O pagamento é feito pela rede bancária conveniada (Santander, Bradesco, Banco do Brasil, Safra, Itaú, Caixa Econômica Federal), via internet banking, aplicativo ou caixa eletrônico. Basta informar o número do Renavam.

2) No dia seguinte verifique se o pagamento já foi registrado no sistema.

3) Faça download o documento e a impressão pelo site do Detran no item ‘Licenciamento Digital’ nos portais do Poupatempo (www.poupatempo.sp.gov.br), Detran.SP (www.detran.sp.gov.br) e Denatran (portalservicos.denatran.serpro.gov.br), além dos aplicativos Poupatempo Digital, Detran.SP e Carteira Digital de Trânsito – CDT. O motorista poderá salvar o documento no próprio celular ou imprimir em papel sulfite comum (A4-branca) que terá validade em todo país. 










Fonte: R7