Aumento das contas digitais faz subir também número de golpes

0
14

Aumento das contas digitais faz subir também número de golpesSegundo pesquisa da Febraban (Federação Brasileira dos Bancos), os canais digitais tiveram um aumento de 90% de contas abertas em 2019, em relação ao ano anterior. Com a pandemia, o isolamento social e o surgimento de múltiplas fintechs, o número de contas digitais no Brasil chegou a 82 milhões em julho de 2021. Isso demonstra que o consumidor deseja mais agilidade na hora de pagar as contas, fazer transferências e compras on-line, quer atendimentos personalizados e menos custos na hora de utilizar esses serviços.

Com isso, as fintechs têm percebido que no continente há grandes oportunidades para os serviços financeiros de todos os tipos, muitas vezes inexplorados. Mas por que na América Latina? Um fator determinante é a população volumosa que vivem nos países que compõem o continente, mais de 952 milhões de pessoas em 35 países.

Contudo, da mesma forma que aumentam os números de clientes, aumentam os riscos e volume de pessoas tentando aplicar golpes. Um estudo realizado pela Andressen Horowitz (a16z), apontou que 20% das contas criadas na América Latina são falsas, índice que supera o nível global. O estudo também trouxe outro dado alarmante: as fraudes com cartões de créditos cresceram na região, com o Brasil ficando apenas atrás do México em números de tentativas de crimes financeiros.

Para o superintendente de Engenharia de Produtos da Tecnobank, Isaac Ferreira, os criminosos estão cada vez mais espertos e diversificando as formas de aplicar os golpes. “Muitos deles ligam se passando por funcionários de banco, clonam o WhatsApp e pedem dinheiro para familiares, mandam boletos falsos, entre outros”, enumera. Ele também deixa algumas dicas de como evitar essas situações.“O WhatsApp tem a função de verificação em duas etapas, dessa forma o golpista não consegue clonar o número. Evitar passar códigos recebidos através de SMS também ajuda a prevenir”, alerta.

Para evitar cair em golpes durante a pandemia, Ferreira indica algumas medidas.

  • Em caso de dúvida sobre a veracidade de uma mensagem ou conteúdo, interrompa a operação e entre em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor da empresa em questão.
  • Não clique em links de mensagens que ofereçam brindes, prêmios, benefícios ou atualização de seus dados cadastrais nas instituições financeiras.
  • Não coloque nome, CPF, endereço e número de cartões se não for na página de pagamento de uma empresa conhecida.
  • Nunca entregue seu cartão a outra pessoa. Os bancos nunca enviam funcionários para recolher cartões. Nem mesmo envie pelos Correios ou outras formas.
  • Gere um cartão virtual para compras na internet. Trata-se de um mecanismo para garantir maior segurança nas operações on-line, pois o cartão virtual é válido por um período de tempo ou para uma única operação.
  • Também existe cartão virtual para compras recorrentes, sendo assim, aquele cartão fica associado a uma loja e a um valor mensal, ou seja, qualquer transação diferente desse valor ou em outra loja, é negada automaticamente.

Todas as nossas reportagens estão em constante atualização. Quem entender (pessoas físicas, jurídicas ou instituições) que tem o direito de resposta acerca de quaisquer de nossas publicações, por ter sido citado ou relacionado a qualquer tema, pode enviar e-mail a qualquer momento para [email protected]

  • ©Plantão dos Lagos
  • Fonte: Central Press
  • Fotos: divulgação