Artesãos apostam na presença digital para vender mandalas e produtos de autocuidado | Pequenas Empresas & Grandes Negócios

0
25


A internet se tornou ferramenta essencial para quem produz artesanato divulgar seu trabalho durante a pandemia do coronavírus. Um casal de Botucatu, no interior de São Paulo, conseguiu aumentar a presença digital do negócio mesmo com a crise.

Orlando e Camila Queiroz estão ganhando dinheiro com a venda de mandalas e kits de autocuidado, tudo pelas redes sociais.

Orlando investiu R$ 500 para começar o negócio, em junho de 2020. Ele fez um curso online, comprou tintas e chapas de MDF para criar as peças.

Em janeiro desse ano, a esposa Camila entrou negócio. Ela passou a produzir kits de autocuidado, com colares e travesseiros aromáticos, óleos de massagem e ervas para escaldar os pés.

Para vender no ambiente on-line, o casal apostou em um processo simples e eficaz: postagens no Instagram e conversas com os clientes por aplicativos de mensagens.

Camila e Orlando seguem uma tendência de mercado: 83% dos artesãos usam os meios digitais para vender e 92% se comunicam com os clientes por aplicativos de mensagens, segundo pesquisa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Em fevereiro, com o aumento das restrições sociais, o casal faturou R$ 2 mil, um crescimento de 60% com relação a janeiro.

Agora, os artesãos digitais sonham com a volta à normalidade para também fazer vendas físicas.

Veja a reportagem completa no vídeo acima.

Arte&Equilíbrio Mandalas
Telefone: (14) 97400-1000
Instagram @arteequilibriomandalas
Facebook @artequilibriomandalas

Veja os vídeos mais assistidos do PEGN:



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui