Apple começa a perguntar quais apps podem compartilhar seus dados; entenda como funciona | Tecnologia

0
21


A Apple começou a liberar gradativamente nesta segunda-feira (26) uma atualização para o iPhone, o iOS 14.5. O sistema não terá grandes mudanças visuais, mas traz uma nova ferramenta de privacidade, chamada “Transparência de rastreio de apps”.

O recurso permite que os usuários decidam quais aplicativos estão autorizados a coletar dados de uso.

Entre outros recursos estão o desbloqueio com o Apple Watch se a pessoa estiver usando uma máscara e novos emojis (veja ao final da matéria).

Depois de instalado o iOS 14.5 no iPhone, quando as pessoas abrirem um aplicativo que querem fazer um rastreio, verão uma janela pop-up que irá perguntar se permitem que suas atividades sejam compartilhadas com outros apps e sites.

Apple irá perguntar para os usuários se aplicativo pode rastrear sua atividade e compartilhar com terceiros. — Foto: Divulgação/Apple

Caso o usuário toque em “permitir”, os desenvolvedores do serviço poderão continuar oferecendo publicidade contextualizada com base no histórico de uso.

Se a pessoa pedir para o aplicativo não rastrear, a Apple vai restringir o uso de um recurso de “identificador de dispositivo” – uma sequência de letras e números dado a cada iPhone que é usado para rastrear atividade na web.

Além disso, o desenvolvedor do aplicativo será avisado que o usuário não quer que suas informações sejam rastreadas e compartilhadas com outros.

Para que serve o rastreio de uso?

Diversos sites e aplicativos monitoram como as pessoas utilizam seus serviços para oferecer uma experiência personalizada – o feed de um aplicativo geralmente é ajustado aos interesses de um usuário, por exemplo. Esse tipo de rastreio continuará funcionando no iOS 14.5.

O que muda são os rastreadores que utilizam as informações de um aplicativo e compartilham com outro.

Isso acontece quando alguém pesquisa por determinado produto em um site e, depois, esse produto começa a aparecer como publicidade em outros aplicativos. A intenção da Apple é restringir esse intercâmbio.

O recurso se junta a outras opções como a “tabela nutricional” que mostra quais informações em determinado aplicativo estão ligadas a uma pessoa e quais delas são usados para rastreios e o indicador de quando algum app está usando a câmera ou o microfone.

Nem todo mundo ficou feliz

Essa mudança não agradou a todos, especialmente o Facebook. Quando o recurso foi anunciado há meses atrás, a rede social fez anúncios em grandes jornais dos EUA para criticar a nova política da Apple.

Se muitos usuários optarem por pedir para que aplicativos não façam o rastreio, grandes empresas que oferecem publicidade – como o Facebook – terão mais dificuldades para cruzar informações e oferecer anúncios segmentados.

Segundo a rede social, isso pode prejudicar pequenos negócios que compram publicidade em sua plataforma porque precisarão gastar com um volume maior de anúncios para atingir as pessoas que poderiam se interessar em seus produtos.

Como uma forma de resposta à iniciativa da Apple, o app do Facebook deve mostrar para algumas pessoas uma janela que dá mais contexto sobre a coleta de dados.

A venda de publicidade é a principal fonte de receita do Facebook.

Outras novidades do iOS 14.5

A atualização para iPhones vai permitir que as pessoas que possuem um Apple Watch possam desbloquear o celular com o reconhecimento facial mesmo que estejam usando uma máscara. O iPhone vai se comunicar com o relógio para reconhecer o dono.

iPhone vai se comunicar com Apple Watch para desbloquear o celular de quem estiver usando máscara. — Foto: Divulgação/Apple

A Siri, assistente virtual do sistema, está mais aberta: ao pedir para que ela toque música, será possível definir um aplicativo de terceiros, como Deezer ou Spotify, como app padrão – antes, o recurso ficava limitado ao Apple Música.

Foram adicionados seis novos emojis, como o coração pegando fogo:

Apple adicionou seis novos emojis ao iOS 14.5. — Foto: Divulgação/Apple

Os emojis de casais também estão mais diversos:

Emojis de casais ficaram mais diversos no iOS 14.5. — Foto: Divulgação/Apple

A atualização também adiciona suporte às AirTags, que foram lançadas em evento na semana passada e funcionam como “chaveiros” que permitem encontrar objetos com facilidade.

O iPhone geralmente envia uma notificação quando a atualização está disponível. Mas é possível checar se ela já está liberada indo em:

  1. Ajustes;
  2. Selecione a opção “Geral”;
  3. Depois toque em “Atualização de software”.

Os iPhones compatíveis com iOS 14.5 são:

  • iPhone 12 mini, 12 e 12 Pro;
  • iPhone 11 e 11 Pro;
  • iPhone XR e XS;
  • iPhone X;
  • iPhone 8;
  • iPhone 7;
  • iPhone 6s;
  • iPhone SE e SE 2.

Veja dicas para se manter seguro on-line:



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui