Aposentado deve guardar parte do 13º para gastos de início de ano – Economia





Aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começarão a receber a segunda parcela do 13º salário nesta quinta-feira (24). O calendário de pagamento segue até o dia 7 de julho.


Apesar de o pagamento do abono salarial ter sido antecipado como tentativa de amenizar os efeitos da pandemia de covid-19, especialistas pedem cautela com o dinheiro.


O motivo é simples: as contas de início de ano, como IPVA, IPTU, matrícula escolar, entre outras, não serão adiadas ou suspensas.





Para Miguel Ribeiro de Oliveira, diretor-executivo da Anefac (Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade), a maior parte das famílias já tem um destino para o dinheiro, considerando que muita gente perdeu renda nesse período, precisa complementar o orçamento doméstico ou pagar dívidas.





Por esse motivo, o especialista recomenda que é muito importante guardar uma parte para do abono salarial para arcar com esses gastos e não se endividar mais para a frente.


A educadora financeira Teresa Tayra indica que o aposentado ou pensionista deve fazer uma análise criteriosa da sua situação econômica antes de sair gastando.





Ela cita algumas perguntas que o segurado do INSS deve se fazer e dá dicas:


• Está com dívidas ou sua situação financeira está sob controle?

• Tem uma reserva para imprevistos? Caso ainda não tenha, destine uma parte para essa finalidade. “A falta de reserva de emergência é um dos maiores causadores de dívidas”, frisa.

• Se sua prioridade é quitar dívidas, avalie se anda consumindo acima do seu padrão de vida e ajuste seu orçamento antes qualquer atitude.

• Evite consumos imediatistas.

• Planeje bem suas compras. Esse hábito permite pesquisar preços, avaliar ofertas ou buscar soluções alternativas.



Calendário de pagamento



Os primeiros contemplados com a antecipação do pagamento do abono salárial serão os segurados com o final do benefício terminado em “1” e que ganham até um salário mínimo (R$ 1.100).


Para aposentados e pensionistas que recebem acima de um salário mínimo, o pagamento inicia em 1º de julho para benefícios com finais em “1” e “6” (confira o calendário completo abaixo).





Normalmente, o crédito ocorre em agosto e novembro. No entanto, o governo decidiu antecipar a primeira e a segunda parcelas do abono para combater os impactos da pandemia de covid-19 e estimular uma retomada mais rápida da economia.






Fonte: R7