Agricultores relatam bons resultados com o uso da proteína hidrolisada | Nosso Campo

0
13


Se tem algo que deixa o produtor feliz é ver os campos produzindo, ainda mais quando a safra vai bem.

Gilmar Rodrigues é gerente agrícola de uma usina de açúcar e álcool no município de Avaré (SP). Ele diz que na usina a estratégia é melhorar o crescimento nas áreas de plantio.

Para ajudar nessa melhora, começou a utilizar uma proteína hidrolisada a partir de bactérias. Aplicou o produto em dois mil hectares de cana, uma área que já havia passado por um primeiro corte.

Após quatro meses usando a proteína, houve um aumento de oito toneladas na produção de cana. Além do aumento nos números, Gilmar diz que a vitalidade das canas também melhorou.

A proteína hidrolisada é sólida e precisa ser diluída antes de ser aplicada. É recomendado que seja aplicada uma vez ao ano. O produto pode ser usado em qualquer vegetal.

(Vídeo: veja a reportagem exibida no programa em 11/10/2020)

Agricultores relatam bons resultados com o uso da proteína hidrolisada

Agricultores relatam bons resultados com o uso da proteína hidrolisada

O engenheiro agrônomo Rodrigo Egea de Miranda explica que, ao aplicar a proteína sem patogênicos, ou seja, aquela que não causa dano, a planta entende que está sendo atacada e desenvolve processos fisiológicos e morfológicos para proteção. Isso ajuda no aumento da produção de raízes e melhora o crescimento nutritivo e a fotossíntese da planta.

A proteína também está sendo usada em outra propriedade em Itapetininga (SP). Lá o cultivo de milho é feito em sete hectares e não estava dando bons resultados.

Alberto Zils é encarregado de campo e conta que as condições climáticas prejudicaram a produção. Na área onde a proteína foi utilizada, a produtividade atingiu 85 sacos por hectare, 10 sacos a mais do que nas áreas sem aplicação do produto.

O custo de 700 gramas da proteína sai, em média, por R$ 1.100. A quantidade que deve ser utilizada no campo depende da cultura.



Fonte: G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui